Clique e assine a partir de 9,90/mês

Identificação dos corpos do voo 447 deve começar na próxima semana

Trabalho de identificação pode demorar até quatro meses. Recolhidos no fundo do mar, os 104 corpos vão ser transportados até o porto de Bayuonne

Por Da Redação - 15 jun 2011, 16h20

A identificação dos corpos das vítimas do voo 447 da Air France deve começar na próxima semana. Recolhidos do fundo do mar, os 104 corpos estão a bordo do navio L’Ile de Seine, que deve chegar à base da marinha no porto de Bayonne, na costa atlântica francesa. Em reunião na sede do Ministério dos Transportes, no Boulevard Saint Germain, em Paris, nesta quarta-feira, devem ser anunciados aos familiares os procedimentos para os trabalhos de reconhecimento.

A expectativa de Nelson Faria Marinho, presidente da Associação de Familiares das Vítimas do Voo AF 447, é que o processo demore mais de quatro meses. Será necessário recolher amostras de DNA para comparação com os restos mortais recolhidos a 3.900 metros de profundidade. Representantes do governo brasileiro na França acompanharão o desembarque cos corpos.

Traslado – O banco de dados de DNA reunido pela Polícia Federal (PF) brasileira há dois anos, para a identificação das 51 vítimas retiradas do mar logo após o acidente, deve ajudar. O governo francês informou que o traslado dos corpos aos seus países de origem será custeado pela Air France e pelas companhias de seguro. Assim que as vítimas forem identificadas, os respectivos consulados serão avisados e deverão informar às famílias. Os caixões serão entregues lacrados. Ao todo, foram recolhidos 154 corpos. Outros 74 ficarão no fundo do mar.

O voo 447, que fazia a rota Rio de Janeiro-Paris, caiu no Oceano Atlântico em 31 de maio de 2009, com 228 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes. O mau funcionamento das sondas que mediam os parâmetros de voo, que ocasionou o desligamento de sistemas eletrônicos durante uma tempestade, é a principal suspeita da causa do acidente.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade