Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

HRW elogia Brasil por permitir aborto de fetos anencéfalos

A decisão do Supremo Tribunal Federal de permitir o aborto de fetos sem cérebro foi um avanço na proteção dos direitos da mulher, avaliou nesta quinta-feira a organização não governamental pró-direitos humanos Human Rights Watch (HRW).

“Após oito anos de deliberação, a corte decidiu a favor de proteger os direitos humanos das mulheres”, disse Amanda Klasing, da HRW, em um comunicado.

“O próximo passo é assegurar que esta decisão seja cumprida e que as mulheres tenham acesso aos serviços médicos a que têm direito”, disse Klasing.

O Supremo Tribunal Federal (STF) tomou a decisão em 12 de abril, alegando que obrigar uma mulher a manter a gravidez perante um diagnóstico de anencefalia representa risco à sua saúde física e psicológica, o que provocou a irritação de grupos religiosos.