Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homem preso por espancar empresária tem registro de agressão contra irmão

Segundo denúncia apresentada à polícia pelo próprio pai, ele bateu no irmão deficiente

O advogado Vinicius Serra, de 27 anos, que teve prisão preventiva decretada por ter espancado por 4 horas a paisagista Elaine Perez Caparroz, de 55 anos já tinha uma passagem pela polícia. Em 8 de fevereiro de 2016 ele agrediu o irmão, que é deficiente, segundo denúncia apresentada à polícia pelo próprio pai, que naquela ocasião também levou um golpe no rosto.

O pai contou à polícia que naquela madrugada, por volta das 2h30, acordou com gritos vindos do quarto dos filhos. Ao abrir a porta, encontrou Vinicius desferindo golpes de jiu-jitsu contra o irmão. Ao tentar apartar, o pai também foi agredido com um soco no rosto, dado por Vinicius.

O agressor acusava o irmão de ter pego 1.200 reais, que teriam desaparecido do quarto. O dinheiro estava numa caixa que a mãe tinha retirado do quarto e que depois apareceu. A investigação acabou arquivada depois que o pai retirou a queixa contra o filho na Justiça.

Na segunda-feira 18, a Justiça decretou a prisão preventiva de Serra por ter espancado a empresária no apartamento dela, na Barra da Tijuca (zona sul do Rio), na noite de sábado, 16. O juiz Alex Quaresma Ravache, responsável pela mudança, também determinou que Serra seja submetido a avaliação médica psiquiátrica.

O caso

A empresária contou ao irmão, Rogério Perez Caparroz, que conheceu Vinícius em uma rede social e vinha conversando com ele há oito meses. No sábado 16, resolveram se encontrar pela primeira vez. Por causa do horário, o agressor pediu para dormir no apartamento da empresária.

De madrugada, Elaine acordou sendo agredida violentamente. O espancamento durou cerca de 4 horas, ainda segundo o relato dado pela irmão da vítima. À polícia, o agressor disse que tomou vinho e acordou de madrugada em surto.

Elaine sofreu fraturas no nariz, nos ossos perto dos olhos e levou quase 40 pontos dentro da boca, além de ter perdido um dente da frente. A tomografia na qual foi submetida não apontou danos neurológicos. O caso está sendo investigado.

A assessoria de imprensa do hospital Casa de Portugal, onde Elaine está internada, disse que a vítima deixou o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e foi para um quarto. “Ela está com o rosto ainda muito inchado. Está falando e reagindo bem. É muito forte. No momento não há indicação cirúrgica. Mais para frente ela será submetida a uma cirurgia reparadora, no campo da estética”, afirmou o porta-voz Luciano Fuzer.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)