Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grampos da Polícia Federal mostraram plano da FDN para atacar PCC

Operação La Muralla, deflagrada pela PF em 2015, concluiu que havia "rixa" entre integrantes da Família do Norte, aliada do Comando Vermelho, e o PCC

Na operação La Muralla, deflagrada em novembro de 2015, a Polícia Federal deu um duro golpe na facção Família do Norte (FDN) ao investir contra suas principais lideranças. Ao longo de seis meses de investigação, os policias da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Superintendência do Amazonas mapearam toda a estrutura da organização criminosa e cumpriram 127 mandados de prisão preventiva, 67 mandados de busca e apreensão, sete buscas em presídios estaduais, 68 medidas de sequestro de bens, além do bloqueio de ativos registrados em 173 CPFs e CNPJs ligados à FDN.

À época, em mensagens de texto interceptadas, a PF já acompanhava a “rixa” entre integrantes da FDN e do PCC. Segundo o relatório final da La Muralla, diversas mensagens interceptadas “deixam claro que a FDN possui uma forte relação ou aliança com o Comando Vermelho-CV, facção criminosa do Estado do Rio de Janeiro, e uma espécie de rixa com os membros da facção Primeiro Comando da Capital-PCC”.

Ainda segundo a PF, naquele momento, em 2015, já existiam “planos para o assassinato de todos os membros desta organização criminosa paulista que se encontram presos em Manaus (pelo menos 3 das principais lideranças do PCC foram brutalmente assassinadas nos últimos meses pela FDN dentro do sistema)”.

De acordo com a PF, o único obstáculo até então existente para evitar que a FDN colocasse em prática seu plano de matar os rivais do PCC era “o fato de que todos os presidiários de Manaus que possuíam vínculos com os referidos grupos criminosos estavam custodiados em ala própria no Centro de Detenção Provisória – CDPM, pavilhões 1 e 2, apelidados de ‘seguro’, sob forte proteção policial.”

Foi no Complexo Penitenciário Anisio Jobim que a FDN matou ao menos 56 pessoas* entre ontem e hoje. O massacre ocorreu após os integrantes da facção tomarem o comando da Compaj, maior presídio do Estado.

Ainda segundo o relatório da PF, embora a FDN fosse aliada do Comando Vermelho, não havia nenhuma relação de submissão entre as duas facções. Diz o relatório: “Todavia, está claro que não existe nenhuma relação de submissão da facção amazonense ao CV e/ou PCC, sendo este o grande diferencial da FDN em relação às demais organizações criminosas do Brasil”.

*A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas divulgou uma revisão no início da noite desta segunda do número total de mortos no massacre do presídio em Manaus. Segundo o órgão, foram 56 mortes, e não 60, como havia sido informado no final da manhã.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. MARIA SELMA DA SILVA Roch

    E aí torcedores bobos de times de futebol; sabiam que essas facções são os maiores financiadores dos times brasiçeiros? Os mesmos se tornaram lavanderias de dinheiro sujos! E tu que nem um bobo vestindo essas camisas manchadas de sangue inocentes, que morreram por causa das drogas vendidas por esses traficantes!

    Curtir

  2. Arthur Silva Costa

    EXCELENTE COMENTÁRIO MARIA SELMA>EU POR EXEMPLO NÃO SABIA

    Curtir

  3. Jorge Luiz Teixeira

    Ficou evidente que o sistema penitenciário chegou ao seu ponto máximo de ” faz de conta! “. O ministério da justiça terá de inventar uma estória da carochinha para justificar a sua leniência para com a indústria do crime !
    O direito punitivo se provou irrealizável e inviável, resta a reconstrução das bases legais que justificam a existência de um sistema que hoje, só beneficia bandidos!
    É preciso evoluir !

    Curtir

  4. Em um país onde a grande maioria dos políticos e dos empresários estão envolvidos em escândalos e roubalheiras dos cofres públicos não se poderia esperar outra coisa a não ser o domínio da bandidagem em todos os segmentos. Pena que não se queira realmente investigar a participação desses políticos no comando efetivo dessas facções criminosas. Com certeza muitos deles são os verdadeiros chefes e os cabeças das organizações criminosas que dominam o país. Só não vê quem não quer.

    Curtir

  5. Alex Cardozo

    Botem fogo nos colchões e se matem.

    Curtir

  6. Gerador emprego

    Maria Selma falou tudo…Já sabia disso também…Aliás hoje futebol só atrasa Brasil…Só tira atenção do que realmente importa…Quanto aos presidiários e facções só privatizando sistema penitenciário pra resolver ….A pergunta é porque ninguém propõe isso…Terceiriza pra empresas americanas ou israelense que tem experiência com isso…Quero ver se sobra alguma facção…

    Curtir