Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo Temer lança campanha para defender reformas

Sem citar Dilma e o PT, presidente disse ter faltado "coragem" aos governos anteriores para implementar reformas

Com a intenção de imprimir a marca de uma gestão “reformista” e diante de polêmicas envolvendo as reestruturações que pretende executar, o governo do presidente Michel Temer lança nesta sexta-feira uma peça de propaganda para defender reformas que vem patrocinando e que “não podem esperar”, conforme diz o vídeo.

Se na quinta-feira, em mensagem de Ano Novo a jornalistas, Temer aproveitou para dizer que seu governo “há de ser um governo reformista”, nesta sexta-feira vai ao ar uma inserção de televisão intitulada “Coragem para Reformar”.

Na nova propaganda, o peemedebista também tenta se descolar dos governos da ex-presidente Dilma Rousseff, dos quais ele e seu partido participaram. Sem citar Dilma ou o PT, Temer diz ter faltado “coragem” aos “outros governos”. “E o governo federal tem a coragem de fazer o que outros governos não fizeram”, continua a narração, acrescentando que foram tomadas medidas que “resolvem graves problemas” e criam empregos e oportunidades.

“Vamos reconstruir nosso país com ordem e progresso”, conclui a peça de propaganda, ressaltando o slogan do governo Temer.

No pronunciamento a jornalistas, ontem, o presidente fez um balanço dos sete meses de seu governo, citando as reformas que já vem sendo implementadas, como o teto dos gastos públicos, já aprovado pelo Congresso e que funciona como uma espécie de reformulação fiscal do governo. Também citou a reforma do Ensino Médio como outra medida tomada pelo governo.

Michel Temer defendeu ainda a mudança nas leis trabalhistas, já lançada pelo governo, mas pendente de aprovação, e a reforma da Previdência, em tramitação no Legislativo, além de anunciar que seu governo irá se empenhar em uma reforma tributária no próximo ano.

“Fiz um relato de que reformas que o governo havia planejado para… ao longo do tempo, foram feitas em brevíssimo tempo, ou foram encaminhadas pelo menos em brevíssimo tempo. Nós não vamos parar. Este governo há de ser um governo reformista, um governo das reformas”, disse o presidente.

(com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Napoleao Gomes

    Por que é necessária campanha para promover reformas? Porque nas reformas que se ferra é só o povão, o trabalhador, o contribuinte!!! Sou a favor de que se queime políticos corruptos nas praças!

    Curtir

  2. antoinio feltron

    CORAGEM PARA DESTRUIR!!! QUERO VER CORAGEM PARA IMPEDIR QUE O AUMENTO DE TODAS AS TARIFAS E PREÇOS SEJAM ACIMA DA INFLAÇÃO DO ANO ANTERIOR PELOS PRÓXIMOS VINTE ANOS. ISSO DIMINUIRÁ O CONSUMO, DIMINUIRÁ A ARRECADAÇÃO LEVANDO O POVO À MISÉRIA. LOGO, TAMBÉM NÃO DEVERÁ HAVER AUMENTO DE IMPOSTOS, DO CONTRÁRIO, ESSE PLANO SE MOSTRARÁ COM UNHAS E DENTES A QUE VEIO: REDUZIR INCONSTITUCIONALMENTE TODOS OS VENCIMENTOS DE TODOS OS TRABALHADORES E OBRIGA-LOS A TRABALHAR ATÉ À MORTE, ENQUANTO ESSES DEMONIOS TRABALHAM 8 ANOS E QUEREM DESTRUIÇÃO, NÃO REFORMA, SÓ PARA O POVO QUE OS SUSTENTA. VOCÊS VÃO PAGAR PELO SANGUE DO POVO DERRAMADO. CANALHASDESGRAÇADOS!!! INFELIZMENTE QUALQUER ESQUERDISTA QUE SE CANDIDATAR EM 2018 SERÁ ELEITO E NUNCA MAIS SAIRÁ! TENHO DITO. ANOTEM.

    Curtir

  3. celia Oliveira

    Se for para melhorar o país! Trazendo empregos,melhorando saúde,educação eu apoio.

    Curtir

  4. jose roberto

    Faltado coragem?. Esse covarde e desonrado fazia parte do bolo, era governo. A quem ele quer enganar?.

    Curtir

  5. Dedetizando o Brasil

    Que flexibilizem a CLT, que terminem a máfia da reclamação trabalhistas dos prestadores de serviços com várias empresas abertas, que seja criado o IVA (terminando com os impostos em cascata), que diminuam os quadros de vereadores e da máquina pública, que os impostos sejam realmente direcionados para a educação, saúde, e outras necessidades prioritárias do povo brasileiro, e que tenhamos administradores públicos realmente comprometidos com suas cidades, estados e país.

    Depois desse “pequeno” pedido, um Feliz 2017 a todos.

    Curtir

  6. Jose Eugenio Bevilaqua

    (risos) Quanta piada, reformem antes o ‘cara de ostra’ e todas essas ‘orcrim’ que estão dominando esse chiqueiro e puteiro chamado brasil. Ou não? rsrsrsrs…

    Curtir

  7. Michel Santos

    Enfim um governo que não é populista ao extremo e com coragem para promover essas reformas essenciais para o futuro de todos nós!

    Curtir

  8. Estão jogando 2018 no colo da esquerda. E depois nunca mais sairão. Isso se não for em 2017 mesmo.

    Curtir