Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo quer ônibus turísticos em cidades de São Paulo

Os primeiros roteiros experimentais do Roda SP começaram no dia 20 de julho, na Serra da Mantiqueira

O governador Geraldo Alckmin apresentou nesta quinta-feira o Roda SP, projeto desenvolvido pela Secretaria de Turismo para levar linhas turísticas de ônibus, com veículos de dois andares (conhecidos como double-deckers), para diversas regiões do estado em diferentes períodos do ano. Para participar do programa, o turista teria de comprar um ingresso no valor de 10 reais, válido por todo o dia para embarque e desembarque nos pontos de parada do ônibus. Durante a viagem, os passageiros poderiam ouvir áudios em português, inglês e espanhol sobre a história e os atrativos da região.

Os primeiros roteiros experimentais do Roda SP começaram no dia 20 de julho, na Serra da Mantiqueira. Os ônibus levaram os turistas de Campos do Jordão gratuitamente para conhecer os principais pontos turísticos do município e de cidades vizinhas.

Entre os dias 6 e 7 de agosto, os veículos estiveram no Vale do Ribeira, à disposição de mais de 200 mil turistas que visitaram Iguape para a Festa do Senhor Bom Jesus de Iguape. Até o dia 18 de agosto eles estarão na Serra da Mantiqueira, contemplando Aparecida e outras cidades que não foram incluídas nos roteiros da primeira edição. Em seguida, os ônibus vão atender aos mais de um milhão de turistas da Festa de Peão de Boiadeiro de Barretos, interior do estado.

Capital – A cidade de São Paulo também ganhará o serviço de city tour. A ideia é que os ônibus funcionem todos os dias do ano, com oito saídas diárias – de hora em hora, entre 9h e 16h.

Os veículos terão capacidade para 62 passageiros (16 lugares no andar de baixo e o restante em cima) e o bilhete custará cerca de 40 reais – válido durante todo o dia. O tour, de 3 horas e meia, terá paradas na Estação da Luz, no Mercadão, na República, no Pacaembu, na Avenida Paulista, no Ibirapuera, na Liberdade, no Pátio do Colégio e no Teatro Municipal.

As regras foram publicadas nesta quarta-feira para verificar o interesse do setor privado. O edital deve ser lançado pela prefeitura em pouco mais de um mês.

(Com Agência Estado)