Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo prefere conter inflação que aquecimento global

Por Da Redação 5 mar 2012, 08h00

Por Marta Salomon e Iuri Dantas

Brasília – Entre conter a inflação e combater o aquecimento global, o governo federal escolheu a primeira opção – o que ajuda a explicar o aumento do consumo de gasolina, enquanto as vendas de etanol caem.

As alíquotas da Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide), tributo cobrado na venda de combustíveis, são um exemplo disso. Quatro meses atrás, o Ministério da Fazenda reduziu as alíquotas sobre gasolina a menos da metade: de R$ 0,192 por litro para R$ 0,091 por litro. A redução também alcançou o óleo diesel. O custo da decisão em 2012 foi estimado em R$ 1,769 bilhão pelo ministério. Era uma forma de evitar o aumento do preço da gasolina para o consumidor.As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade