Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Governo do Rio terá nova reunião com Dino sobre segurança no estado

Conforme anunciou ministro em suas redes sociais, encontro vai tratar do combate à lavagem de dinheiro pela criminalidade

Por Lucas Mathias
30 out 2023, 15h08

O governo do Rio voltará a se reunir nesta segunda-feira, 30, com o ministro da Justiça, Flávio Dino, em Brasília, em meio à crise na segurança pública do estado. Os encontros têm sido recorrentes desde o anúncio do reforço na segurança fluminense, com agentes da Força Nacional em rodovias federais. Desta vez, a agenda, marcada para as 18h, será sobre o grupo que une as esferas federal e estadual contra a lavagem de dinheiro no crime organizado. 

A ofensiva contra o braço financeiro do crime foi anunciada há cerca de uma semana, em coletiva no Rio com a presença do secretário-executivo do ministério, Ricardo Capelli. A intenção é descapitalizar as facções e milícias, provocando seu enfraquecimento por meio da inteligência. O anúncio do grupo, em conjunto com o governo federal, foi feito horas depois da operação que terminou com a morte de um miliciano da Zona Oeste da cidade, o que levou a uma retaliação com 35 ônibus incendiados. 

Em meio a uma sucessão de episódios que têm desgastado ainda mais a condução da segurança no Rio — desde as imagens de um treinamento de criminosos no Complexo da Maré, passando pela morte dos médicos e pelos veículos incendiados —, o governador Cláudio Castro tem buscado reafirmar um combate conjunto ao crime no estado, com o Ministério da Justiça. Empossado há pouco mais de dez dias, o secretário estadual de Polícia Civil, Marcus Amim, compartilhou em suas redes sociais foto em Brasília, ainda na manhã desta segunda-feira. 

Na última quinta, o secretário da Casa Civil do Rio, Nicola Miccione, já havia participado de reunião virtual com o diretor de Operações Integradas e Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Romano Costa, para discutir os próximos passos do Gabinete Integrado de Lavagem de Dinheiro. Ficou definido, na ocasião, que a secretaria de Fazenda do estado, além da pasta de Miccione, participariam também do grupo, de modo a ampliar a base de dados para rastrear irregularidades. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.