Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Governo deve transferir BR-163 para concessionária até junho de 2020

A rodovia deve receber quase 1,7 bilhão de reais de investimentos durante os 10 anos de concessão

Por Roberta Paduan, Da Redação, seruiz69 Atualizado em 30 Maio 2019, 19h37 - Publicado em 30 Maio 2019, 19h29

Nesta quinta-feira (30), o Ministério da Infraestrutura aprovou o estudo de viabilidade para a concessão de 970 quilômetros da BR-163. O trecho liga Sinop, no Mato Grosso, ao porto de Miritituba, no Pará, uma das principais rotas de escoamento de soja do país.

Segundo o estudo — doado por uma empresa privada e chancelado pela área técnica do Ministério –, a rodovia deve receber quase 1,7 bilhão de reais de investimentos privados durante 10 anos de concessão. Também segundo o estudo, a BR-163 recebe tráfego médio de 6 mil caminhões por dia, o suficiente para despertar interesse de concessionárias.

O prazo mais curto da concessão, de 10 anos, deve-se à expectativa de construção da Ferrogrão, ferrovia que terá trajeto semelhante ao da BR-163, e deve receber boa parte do fluxo de caminhões quando os trens começarem a rodar.

A estimativa do governo é lançar o edital com as condições da concessão no primeiro trimestre de 2020, e realizar o leilão até junho do ano que vem.

Construída na década de 1970, a BR-163 possui trechos sem asfalto no Pará, o que gera filas quilométricas de caminhões atolados no período de chuva. A promessa do governo é finalizar a pavimentação de todos os trechos antes do final deste ano.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)