Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo colombiano garante eleição tranquila, após atos violentos na véspera

Bogotá, 29 out (EFE).- O Governo da Colômbia garantiu que os 30,6 milhões de habitantes do país poderão votar tranquilos neste domingo nas eleições regionais e locais, apesar das tentativas de frustrar o ambiente eleitoral registrados nas últimas 24 horas.

‘Se iniciou uma campanha sobre possíveis atos de violência, eventuais atentados, essa campanha é falsa, o povo tem a tranquilidade para sair e votar’, assegurou o ministro do Interior, Germán Vargas Lleras.

Entretanto, desde a sexta-feira se registraram fatos violentos em alguns municípios da Colômbia, como a queima de material eleitoral em Chivolo, no departamento de Magdalena.

O prefeito de Chivolo, John Cardoso, declarou à rádio ‘RCN’ que ‘são só algumas pessoas que querem alterar a ordem pública, mas está garantida a segurança nas eleições’.

Além disso, as instalações da instituição de registros eleitorais no município de Vigía del Fuerte, em Antioquia, foram tomadas por desconhecidos.

A organização Missão de Observação Eleitoral (MOE) advertiu em um comunicado que estes atos violentos podem acontecer inclusive no domingo, quando os resultados eleitorais começarem a ser divulgados.

O Exército e a Polícia desenvolvem operações para que os colombianos não sejam coagidos nas urnas e possam escolher livremente entre mais de 100 mil candidatos.

Algumas áreas especialmente delicadas estão recebendo reforços, como é o caso do departamento de Cauca, que recebeu 10 mil policiais a mais. Na sexta-feira, foi bombardeado um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na região, onde supostamente eram preparados ataques para o dia das eleições. EFE