Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo britânico inicia guerra contra excessos alcoólicos

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou nesta sexta-feira uma série de medidas, incluindo um preço mínimo de 40 pences por unidade de álcool, para lutar contra os excessos alcoólicos, que custam 2,7 bilhões de libras anuais à saúde pública.

“O ‘binge drinking’ representa a metade do consumo de álcool neste país”, declarou o primeiro-ministro em referência à ingestão excessiva e rápida de álcool geralmente nas noites de fim de semana.

“Minha mensagem é simples. Não podemos seguir assim”, acrescentou.

Cameron propõe introduzir um preço mínimo de 40 pences (0,6 dólar, 0,5 euro) por unidade alcoólica. A medida afetará sobretudo a cerveja, a sidra e os licores vendidos a preços promocionais.

O preço mínimo busca frear as ofertas dos supermercados sobre o álcool. “Sejamos claros, isto não vai prejudicar os pubs”, assegurou Cameron. “Uma jarra de cerveja contém duas unidades de álcool, e, se o preço mínimo for de 40 pences por unidade, não será afetada”.

Uma unidade alcoólica corresponde geralmente a um volume de 10 ml de álcool etílico, o que equivale a uma cerveja ou a um pequeno copo de vinho.

Segundo o primeiro-ministro, a medida pode inclusive ajudar os pubs, porque impedirá que os mercados vendam muito barato. O governo também estuda proibir as ofertas de “duas bebidas pelo preço de uma”, e analisa a introdução de um novo imposto para os pubs que abrem até tarde, uma forma de compensar o custo da segurança dos arredores.