Clique e assine a partir de 9,90/mês

General diz que houve poucos desvios de militares

Por Da Redação - 9 jul 2012, 19h32

Por Marcelo Gomes

Rio de Janeiro – Ao fazer um balanço dos 19 meses de atuação da Força de Pacificação nas complexos da Penha e do Alemão, o comandante Militar do Leste, general de Exército Adriano Pereira Júnior, afirmou que houve poucos casos de desvios envolvendo militares do Exército. “Se nós considerarmos o todo que nós vivemos aqui e o todo do Rio, e compararmos com outras áreas, vemos que os casos foram bastante reduzidos. Nosso Exército, assim como a Polícia Militar, são compostos por pessoas que vêm da sociedade. Se a sociedade não é perfeita, algumas imperfeições também vêm para essas instituições. Mas o importante é que as instituições logo que cortam esses elementos que não têm a conduta adequada, atuem para afastá-los e puni-los. Isso é que é importante”.

Conforme o jornal O Estado de S. Paulo revelou domingo, um oficial do Exército tornou-se réu recentemente na Justiça Militar acusado de ter furtado uma chopeira da casa de um traficante e dois aparelhos de ar condicionado da residência de uma família, ainda nos primeiros dias da ocupação do Exército no Alemão. O tenente Luiz Octávio de Goes Freitas, de 28 anos, responde em liberdade pelos crimes de furto e abandono de posto.

Publicidade