Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

França pede que turistas evitem transporte coletivo no Brasil

Nota no site da embaixada recomenda que franceses usem táxi e alerta para aumento dos casos de criminalidade, especialmente à noite

Por Da Redação 5 abr 2013, 20h09

O estupro da turista americana e o espancamento de seu namorado francês em uma van, na madrugada do último sábado, no Rio de Janeiro, levou a Embaixada da França a fazer um alerta a quem pretende visitar o Brasil. Em nota publicada no site da embaixada, o governo francês desaconselha o uso do transporte coletivo à noite, especialmente das vans, “devido a uma onda de assaltos e roubos”.

O aviso, que indica o uso de táxi na cidade, foi publicado na última quarta-feira. Um dia depois do alerta, um grupo de dez alemães que estava em uma van, na Estrada das Paineiras, foi assaltado. Os alemães, que chegaram no Rio quarta-feira, foram assaltados em seu primeiro passeio na cidade, quando pretendiam conhecer o Corcovado.

Os dois crimes contra turistas, em seis dias, teve destaque no noticiário internacional. No primeiro episódio, a jovem americana e seu namorado foram mantidos presos na van, durante seis horas. Segundo as investigações, ela foi estuprada por Wallace Aparecido Souza Silva, 21 anos, Jonathan Froudakis de Souza, 19 anos, e Carlos Armando Costa dos Santos, 21. O namorado foi espancado pelo trio, que usou a chave de roda do veículo. Os três foram reconhecidos e estão presos na Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat).

LEIA TAMBÉM:

Polícia prende terceiro acusado de estuprar estudante da van, no Rio de Janeiro

Universitária relata estupro e acusa quarto integrante da quadrilha da van

Estupro na van: para mãe de Jonathan, crime foi “uma monstruosidade”

Após estupro, prefeitura proíbe películas escuras em vans

Prefeitura rouba van com dez turistas alemães no Rio

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade