Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Força Nacional continuará no Carnaval, diz governador

Segundo a Secretaria de segurança Pública, 23.000 homens também cuidarão da segurança do evento, sendo 19.000 membros da Polícia Militar

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), afirmou em entrevista coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (13), que a Força Nacional de Segurança permanecerá no estado durante as comemorações do Carnaval, mesmo após o fim da greve dos policiais militares. “Já falei com o ministro da Justiça (José Eduardo Cardozo), a Força Nacional de Segurança vai ser mantida com um contingente pouca coisa menor”, afirmou o governador. Segundo Wagner, uma reunião entre o comando da PM e representantes federais definirá qual será o número exato do contingente mantido. “O ministro Celso Amorim (Defesa) me ligou hoje pela manhã e eles devem estar analisando qual é o contingente que nós acharemos ideal manter aqui, como uma questão preventiva e, eventualmente, até para complementar o próprio trabalho da Polícia Militar”, disse. A Secretaria de Segurança Pública também afirmou durante a coletiva que a segurança do evento contará com cerca de 23.000 homens, sendo 19.000 da PM. Para o governador, a vinda de reforço da Força Nacional durante o período da greve foi acertada e fundamental. “Se nós não tivéssemos feito o chamamento com a rapidez que nós fizemos, não sei se essa crise teria sido resolvida até o momento”, disse. “Com o apoio da Força Nacional, da Polícia Federal, das Forças Armadas e também do Ministério Público e Judiciário, nós conseguimos pelo menos impor uma derrota a essa metodologia de intimidação da população, que não pode ser aceita para reivindicações salariais”. Leia também: Policiais militares encerram greve na Bahia

Jesus Prisco: mártir dos grevistas e pedra no sapato de Jaques Wagner ‘Cheguei ao limite do limite na negociação’, diz Jaques Wagner