Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Flanelinhas e cambistas detidos ao redor do Pacaembu

Por Da Redação 10 Maio 2012, 02h10

Por Ricardo Valota

São Paulo – Três cambistas e 51 flanelinhas foram detidos, na noite de ontem, no entorno do estádio do Pacaembu, zona oeste da capital paulista, horas antes do início do jogo entre Corinthians e Emelec – partida válida pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América – em uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar e a Prefeitura de São Paulo.

A ação dos flanelinhas é considerada exercício ilegal de profissão, pois, segundo o delegado Fernando Schmidt de Paula, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), desde 1975 a função de guardador de carro em via pública é regulamentada por uma lei federal e aquele que não está cadastrado acaba cometendo uma contravenção, “crime” que resulta, horas depois, em liberação mediante pagamento de fiança ou não.

Todos os detidos foram encaminhados para a delegacia e só devem permanecer presos os que devem alguma coisa à Justiça, os chamados “foragidos” ou “procurados”.A falta de estacionamento no entorno do estádio obriga muitos torcedores a deixar os carros na rua. Abordado, às vezes de forma até intimidatória, pelos flanelinhas, o motorista, com medo de ter o carro danificado depois de dar as costas, acaba pagando para os tais “guardadores”, que cobram o preço que querem e exigem receber antecipadamente.

Continua após a publicidade
Publicidade