Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fim do visto para brasileiros vai demorar, diz diplomata

Por Da Redação 16 abr 2012, 15h37

Por Célia Froufe

Brasília – O ministro conselheiro da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, sinalizou nesta segunda-feira que, apesar das conversas entre os dois países, a liberação da necessidade de visto para brasileiros é algo que demorará para acontecer. Chapman salientou que o tema foi discutido entre os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e dos Estados Unidos, Barak Obama, na semana passada.

“Estamos bem interessados em continuar os diálogos, discutir detalhes, mas vai precisar de muito tempo, muita conversa, muito acordo para isentar brasileiros de visto”, disse a jornalistas na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, que receberá a secretária de Estado americano, Hillary Clinton.

Questionado a respeito do aumento recente em US$ 20 da taxa, de US$ 140 a US$ 160, para obtenção de visto, Chapman explicou que, na realidade, houve um barateamento do custo. Isso porque, segundo ele, agora está incluso o custo do serviço de correio, que antes era cobrado à parte.

Continua após a publicidade

Publicidade