Clique e assine a partir de 9,90/mês

Filho de ex-vereador preso morre com suspeita de coronavírus no Rio

Ex-presidente da Câmara de Mangaratiba e alvo de operação do MP, Edison Ramos pediu orações nas redes sociais

Por Cássio Bruno - 7 Apr 2020, 21h27

O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Mangaratiba (RJ), Edison Ramos, o Edinho (MDB), confirmou a VEJA, na noite desta terça-feira, 7, que um de seus filhos, Walace Ramos, de 42 anos, morreu por suspeita de coronavírus. A vítima, que era comerciante, estava internada no CTI com os sintomas do Covid-19, mas não resistiu. Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, o estado do Rio de Janeiro tem 89 mortes provocadas pela doença e 1.688 casos confirmados.

“Não tenho condições de dar entrevista agora. É uma situação muito forte para todos nós”, limitou a dizer Edinho. Em 2018, o ex-vereador foi preso numa operação do Ministério Público que investigou gastos de pelo menos 17 milhões de reais em viagens e cursos para servidores e vereadores do município do Sul-fluminense, entre janeiro de 2010 e agosto de 2017. À época, o então prefeito interino Vitor Tenório Santos, o Vitinho do PDT, também foi detido.

Em mensagem publicada numa rede social antes da morte do filho, Edinho, que é policial civil, pediu orações para Walace Ramos, conhecido pelos amigos como Careca. “Gente, pra quem não acredita e não quer seguir as orientações das autoridades de saúde! Taí, estou com meu filho Walace internado no CTI com suspeita de Covid-19. Peço a Deus misericórdia e livramento pra vida dele. Peço também a todos que puderem entrarem na corrente de oração pelo restabelecimento da saúde do Walace, a situação é muito séria e que esse coronavírus venha cair por terra em todo o MUNDO, em nome de JESUS CRISTO!”, escreveu.

Nas últimas 24 horas, foram 18 mortes a mais por coronavírus no estado, sendo 14 homens, entre 39 e 78 anos, e quatro mulheres idosas. Ao todo, 78 óbitos estão em investigação. Nesta terça-feira, o governador Wilson Witzel (PSC) anunciou a flexibilização do isolamento social em 30 municípios que, por enquanto, ainda não tiveram casos de Covid-19 confirmados.

Publicidade