Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Filha do ministro da Saúde dá “puxão de orelha” no pai

Ministro Ricardo Barros disse nesta quinta-feira que os homens procuram menos o atendimento médico por ‘trabalharem mais’ do que mulheres

Por Da redação
12 ago 2016, 09h41

A deputada estadual do Paraná, Maria Victória Borghetti Barros, utilizou uma rede social para dar “puxão de orelha” no pai, o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Maria publicou um vídeo na noite desta quinta-feira para criticar o comentário de Barros de que os homens procuram menos o atendimento médico por “trabalharem mais do que as mulheres“.

“Pai, logo o senhor que tem duas mulheres como nós em casa, a vice-governadora do Estado do Paraná, Cida Borghetti, e eu, deputada estadual. Trabalhamos tanto quanto o senhor”, provocou a jovem. Aos 24 anos, Maria está em seu primeiro mandato e é candidata do PP na disputa pela prefeitura de Curitiba. A esposa de Barros, que é vice do governador Beto Richa (PSDB), já foi deputada estadual, deputada federal e é presidente do PROS.

O comentário de Barros de que os homens trabalham mais do que as mulheres foi feito após a divulgação do levantamento de que 31% dos homens não possui o hábito de ir às unidades de saúde. Apesar de a maioria deles (55%) ter justificado que não vai ao médico por “não precisar”, Barros afirmou que a causa seria os homens terem “menos tempo do que as mulheres”, porque são os “provedores” dos lares brasileiros.

“Por mais que haja dados absolutos de que haja maior número de homens no mercado formal de trabalho, o IBGE afirma que as mulheres trabalham em média cinco horas a mais do que os homens. Portanto, uma jornada de trabalho mais longa. E não precisa de dados para mostrar o quanto as mulheres trabalham nesse Brasil inteiro. Depois de trabalhar o dia inteiro fora de casa, as mulheres ainda precisam trabalhar em casa, a chamada jornada dupla. Não é isso, mulherada?”, finalizou a deputada.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.