Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

FHC repete Serra e usa mensalão em campanha na TV

Ex-presidente estreia na campanha de tucano atacando PT em inserção

Por Da Redação 10 set 2012, 11h35

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso estreou na campanha do tucano José Serra, candidato à Prefeitura de São Paulo, abordando o julgamento do mensalão em uma inserção veiculada na TV pelo PSDB, neste fim de semana.

Na peça de 15 segundos, o ex-presidente diz que os paulistanos devem votar em “um administrador honesto” e indica que essa pessoa seria Serra. “A Justiça está despertando o Brasil. Já condenou réus do mensalão e não poupou os poderosos. São Paulo não aceita quem é tolerante com desvios de dinheiro público. Vai votar em um administrador honesto, com história limpa. José Serra”, afirma.

Na sexta-feira passada, foi Serra quem mencionou diretamente o caso pela primeira vez no horário eleitoral da TV.

O processo do mensalão está em julgamento no Supremo Tribunal Federal desde o início do agosto. Ex-dirigentes petistas são réus do caso.

Leia também:

Serra diz que mensalão é ‘assunto do PT’

Continua após a publicidade

FHC admite ‘cansaço’ de eleitor com PSDB

Eleições: a importância da vitória de Serra para o PSDB

O candidato do PT, Fernando Haddad, voltou a criticar ontem o uso eleitoral do caso pela campanha de seu adversário. Questionado sobre as declarações do ex-presidente, afirmou que era provável que Fernando Henrique estivesse falando dobre o “mensalão do PSDB”, em referência a suposta compra de votos ocorrido durante a campanha pela reeleição do então governador de Minas, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.

“Deve ter sido o (mensalão) do PSDB que ele citou (na TV). Como ex-presidente, ele tem que ter uma posição republicana e ele sabe onde começou isso. Começou em Minas Gerais com o partido dele”, disse Haddad, neste domingo, após carreata em Parada de Taipas, zona norte da cidade.

As declarações de FHC foram gravadas na semana passada e fazem parte de uma estratégia montada pela coordenação da campanha de Serra para estancar a queda do tucano nas pesquisas de intenção de voto.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade