Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

FHC presta depoimento à PF sobre acusações de ex-amante

Inquérito apura remessas de dinheiro à jornalista Mirian Dutra no exterior

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso prestou depoimento nesta sexta-feira na sede da Polícia Federal em São Paulo. Em fevereiro, o Ministério da Justiça determinou à PF a abertura de um inquérito para investigar suspeitas de crime na remessa de dinheiro ao exterior para a jornalista Mirian Dutra, ex-amante do tucano, por meio de um contrato da empresa Brasif Exportação e Importação S.A. FHC chegou à PF por volta das 14h e foi ouvido pelo delegado João Tiago Pinho. O conteúdo do depoimento foi mantido em sigilo.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo em fevereiro, Mirian afirmou que assinou um contrato fictício com a empresa, pelo qual recebeu 3.000 reais mensais entre 2002 e 2006. Ainda segundo ela, o ex-presidente teria enviado, por meio de contas no exterior, dinheiro para sustentá-la e também a seu filho Tomás no exterior. Fernando Henrique chegou a assumir Tomás como filho seu, mas testes de DNA descartaram que o tucano seja pai biológico do rapaz.

No início de abril, em depoimento na sede da PF em São Paulo, Mirian mudou sua versão para a origem dos pagamentos feitos pelo ex-presidente a ela no exterior. Ela depôs durante mais de cinco horas na condição de informante. Ao contrário do que disse ao jornal, a ex-amante de FHC relatou, segundo seu advogado, José Diogo Bastos, que o tucano lhe enviava cerca de 3.000 dólares de duas maneiras distintas: “Inicialmente através de entrega dos valores necessários, seguido de depósito em conta bancária titulada pela mãe”. Os pagamentos se destinavam ao custeio dos estudos de Tomas “desde o ingresso na escola até os presentes dias nos quais cursa mestrado em ciências econômicas”. De acordo com o advogado da jornalista, ela relatou aos investigadores que FHC continua a bancar os estudos do jovem e “nos dias atuais o faz diretamente na conta do filho Tomas”.

(da redação com Estadão Conteúdo)