Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Festa de Copacabana tem 1,7 mil atendimentos médicos

Por Da Redação 1 jan 2012, 14h27

Por AE

São Paulo – A Prefeitura do Rio de Janeiro contabilizou 1,7 mil atendimentos médicos e 93 remoções na orla de Copacabana entre as 17h do dia 31 de dezembro e as 6h deste domingo, 1º de janeiro, segundo o boletim do Centro de Operações Rio. O balanço da festa de Réveillon, que atraiu cerca de 2 milhões de pessoas, apontou que a maioria dos pacientes atendidos nos postos médicos da Secretaria Municipal de Saúde e da Defesa Civil apresentava quadros como cortes nos pés e pernas ou intoxicação alcoólica. O posto 3, localizado em frente à Rua Fernando Mendes, realizou o maior número de atendimentos, com 524 pacientes atendidos. O posto 2, em frente à Rua Duvivier, realizou 57 remoções para unidades municipais.

Segundo a Prefeitura, o esquema especial de atendimento teve 193 profissionais de saúde trabalhando durante o evento, sendo 72 médicos. Também ofereceram apoio na orla de Copacabana 15 técnicos de Defesa Civil e cerca de 20 ficais da Vigilância Sanitária.

Choque de ordem

Também foi divulgado um balanço da operação da Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) durante o Réveillon 2012. Foram apreendidos pelos agentes da Seop e guardas municipais 3,6 mil bebidas diversas com ambulantes irregulares em Copacabana. Além das bebidas, foram apreendidos com ambulantes botijões de gás, alimentos diversos, chapéus, bonés, camisetas, capas de chuva, copos luminosos, carroças, carrinhos de ferro, óculos, guarda-chuvas, cangas, cordões luminosos, adereços, cadeiras de praia, caixas de isopor, churrasqueiras, tendas e mesas. A fiscalização também retirou 125 barracas de camping montadas nas areias de Copacabana.

Durante a operação, os agentes da Secretaria multaram 965 veículos e rebocaram 202 por estacionamento irregular. Também houve fiscalização para evitar o estacionamento de ônibus irregulares em bairros vizinhos.

Continua após a publicidade
Publicidade