Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Família de italiano morto em assalto chega a São Paulo

Tomasso Lotto tinha o objetivo de se mudar definitivamente para o Brasil. Ele foi baleado neste sábado durante tentativa de assalto

A família do bancário italiano Tomasso Lotto, de 26 anos, morto durante uma tentativa de assalto no sábado, 21, na Avenida 9 de Julho, no Itaim Bibi, Zona Sul da capital paulista, chegou ao Brasil na manhã desta segunda-feira. Os pais de Lotto desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, onde eram esperados por um carro da embaixada italiana.

No sábado, às 18h30, o bancário estava com um amigo espanhol em um Honda Civic quando os dois foram abordados por dois homens em uma moto. Os suspeitos bateram com uma arma no vidro do carro e anunciaram o assalto. Lotto, que não falava português, saiu do carro na tentativa de escapar dos criminosos, mas os ladrões atiraram nas suas costas. Eles fugiram sem levar nada.

Com ferimento no tórax, o italiano chegou a ser levado para o Hospital 9 de Julho, a cerca de 4 quilômetros do local do crime, mas morreu antes de chegar ao Pronto-Socorro. O amigo espanhol que o acompanhava não foi ferido. O bancário italiano chegou ao país na última sexta-feira com o objetivo de se mudar definitivamente para o Brasil, informou a polícia.

A ocorrência foi registrada como roubo seguido de morte no 14º Distrito Policial, mas nesta segunda passou para o 15º DP, que cobre a área onde o crime aconteceu. A SSP afirma que Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) também assumiu parte das investigações. Até o momento, os assaltantes não foram identificados.

O Consulado da Itália em São Paulo entrou em contato com a família da vítima no domingo. Eles são da região de Vêneto, no nordeste do país. Os familiares pediram para as autoridades o máximo de discrição na divulgação de informações. Ainda não há informações sobre o destino do corpo de Lotto.

Nos primeiros cinco meses deste ano, a região do 15º DP registrou 625 roubos, um aumento de 21,6% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo as estatísticas mensais de criminalidade divulgadas pela SSP.

(Com Agência Estado)