Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exército coloca 1.300 soldados na Esplanada dos Ministérios

Serão deslocados 1.300 homens do Exército e 200 fuzileiros navais para proteger prédios públicos; manifestação teve ministérios queimados e depredados

Para cumprir o decreto assinado pelo presidente Michel Temer (PMDB), as Forças Armadas irão mobilizar 1.300 soldados do Exército e 200 fuzileiros navais para garantir a segurança dos prédios da Esplanada dos Ministérios. Segundo o Ministério da Defesa, em um primeiro momento, as tropas passaram a ocupar o Palácio do Planalto, o Palácio do Itamaraty, o Ministério da Defesa e os Comandos da Marinha e da Aeronáutica.

Em meio aos protestos desta quarta-feira , que terminaram em confrontos entre policiais e manifestantes, 49 feridos, sete presos e prédios de ministérios incendiados e depredados, Temer determinou uma ação de Garantia da Lei e da Ordem, que permite a convocação de tropas do Exército e da Força Nacional para atuação na segurança pública. A manifestação pedia a saída do peemedebista do cargo diante das revelações das delações premiadas de executivos da JBS.

O decreto assinado por Temer, publicado em edição extra do Diário Oficial da União, autoriza o uso das Forças Armadas no Distrito Federal por uma semana, entre hoje e o dia 31 de maio. Os militares atuarão apenas nos prédios públicos.

“Uma manifestação que estava prevista como pacífica degringolou na violência, no vandalismo, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados, dos quais garantimos a evacuação dos prédios. O senhor presidente da República solicitou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, uma ação de garantia da lei e da ordem. Nesse instante, tropas federais se encontram nesse Palácio, no Palácio do Itamaraty e logo mais estão chegando tropas para assegurar que os prédios dos ministérios sejam mantidos. O presidente faz questão de ressaltar que é inaceitável a baderna e o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar os processos que se desenvolvem de forma democrática e com respeito às instituições”, declarou o ministro da Defesa, Raul Jungmann, no Palácio do Planalto.

Após o pronunciamento de Jungmann sobre a iniciativa de Rodrigo Maia, houve empurra-empurra generalizado no plenário da Câmara entre parlamentares governistas e da oposição, iniciado pelos deputados Glauber Braga (PSOL-RJ) e Darcísio Perondi (DEM-RS). Segundo Maia, que, diante da confusão, suspendeu a sessão por trinta minutos, ele pediu ao Planalto a convocação da Força Nacional, mas o “entendimento” do governo Temer foi  de convocar também tropas do Exército.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ADRIANOVIAJANTE007

    O mesmo do desgoverno anterior, caindo de podre devido a serem lacaios de alguns empresários corruptores que destruíram as finanças públicas em conluio com os de sempre.

    Curtir

  2. Everton Pereira

    Que bom é isso que o povo quer mesmo a volta dos militares para por o Brasil nos trilhos e botar esses corruptos na cadeia.

    Curtir

  3. Chico Pinedo

    Manifestantes??? Os caras são guerrilheiros urbanos, preparados para enfrentar as PMs. vieram de ônibus de diversos lugares do Brasil para isto. Trabalhadores? Numa quarta-feira, sem trabalhar 3 dias (1 para chegar, outro para voltar…)? E a PM de Brasília,? Fiquei “arrepiado” de ver sua “motivação” para enfrentá-los… Seria por que as PM são contra a Reforma da Previdência? O país está entregue aos ratos, especialmente aos vermelhos!

    Curtir

  4. José Carlos Lopes de Oliveira

    Esse Temer. sem-vergonha, deveria pensar na nação e sair de fininho, em vez de sacrificar mais ainda esse país para permanecer no poder.

    Curtir

  5. José Antonio da Silva

    Não são manifestantes, são a turma de frente do pptt envados para provocar o caos, pois para eles quanto pior melhor. Destruíram a economia brasileira, venderam se para os mega empresarios corruptos e ainda acham que tem moral para voltarem ao poder. Queremos todos na cadeia com todos estes empresários, ativistas mercenários e todos os vermelhos. Agora falam dos politiiços corruptos, mas quando estavam no poder compraram com o mensalão muitos deles e não havia nada errado. Agora que estão fora, todos são corruptos. Não se engane, essa gente não segue nehuma ética, leis e constituição são apenas tinta no papel que usam segundo melhor lhes convém.

    Curtir

  6. Aldenir José Delacolletta

    E então ? Estão felizes com a situação do país, bando de bossais e idiotas? É desordem que vocês querem? as coisas só irão piorar…..

    Curtir

  7. Eleição direita é golpe!…

    Curtir

  8. Contentes agora? Deveriam ter deixado a Dilma afundar a economia e o PT continuar roubando tranquilamente…

    Curtir

  9. Jorge Iório

    Estou sabendo que em determinada cidade de Minas, os manifestantes que foram de ônibus para Brasília, receberam uma diária de 120,00, por 2 dias. Naturalmente, para depredarem os Ministérios; porque é só isso que esses pelegos sabem fazer! Pensam que vão conseguir o que querem com depredaçáo. Diferente dos movimentos Brasil afora que expulsaram a Dilma do poder sem a menor violência! É assim que se faz protestos, não depredando prédios públicos! Turma de imbecis!

    Curtir

  10. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    O Exército deveria ficar nas ruas até 2018 para impedir que esses VAGABUNDOS vermelhos saiam novamente para quebrar e provocar o caos. Apoiado presidente! Vamos até 2018 com estabilidade.

    Curtir