Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estupro em hospital: polícia procura técnico de enfermagem

Acusado de violentar duas pacientes internadas no CTI do Quinta D'Or, Brivaldo Francisco Xavier Júnior teve prisão preventiva decretada

(Atualizado às 18h)

A Justiça do Rio decretou a prisão preventiva do técnico de enfermagem Brivaldo Francisco Xavier Júnior, acusado de ter estuprado pelo menos duas pacientes internadas no CTI do hospital Quinta D’ Or, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Desde o início da manhã, policiais procuram o acusado. Segundo os investigadores, ele estaria escondido na casa de parentes na Baixada Fluminense.

De acordo com o Tribunal de Justiça, depois de citado judicialmente, Brivaldo tem 10 dias para responder à acusação por escrito. Ele poderá requerer assistência da Defensoria Pública ou nomear advogado para sua defesa. Na quarta-feira, o Ministério Público do Rio denunciou o técnico de enfermagem por estupro de vulnerável – a paciente, que se recuperava de uma cirurgia, não poderia oferecer resistência, diz a denúncia. Se condenado, sua pena pode chegar a 15 anos de prisão.

As duas mulheres que acusam o técnico de enfermagem de estupro afirmam ter sido violentadas entre fevereiro e maio. A primeira vítima que procurou a polícia afirmou que sofreu abusos dentro do CTI, no início de maio. A primeira vez, segundo a vítima, ocorreu logo depois de uma cirurgia. E, por ainda estar sob efeitos de sedativos, a jovem disse que não tinha certeza sobre o que havia acontecido. A segunda vez, de acordo com ela, aconteceu três dias depois, durante um banho. Após esse episódio, a jovem decidiu contar o que havia ocorrido para a família.

A segunda paciente que denunciou o técnico de enfermagem é uma idosa de 66ª nos, que estava internada no CTI. Os abusos, segundo a vítima, aconteceram nos dias 14 e 17 de fevereiro.

Leia também:

Técnico de enfermagem é indiciado por estuprar paciente em hospital

Estupro em hospital: polícia pedirá novamente prisão de técnico de enfermagem