Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudante de geografia morre dentro do câmpus da USP

Felipe Varea Leme, de 21 anos, foi encontrado caído dentro de um elevador do prédio da Escola Politécnica com um armário sobre seu corpo

Um aluno de geografia da Universidade de São Paulo (USP) morreu na tarde da terça-feira 30 dentro do câmpus da Escola Politécnica da USP, no Butantã, Zona Oeste de São Paulo. A Polícia Civil investiga as causas da morte do estudante.

Por volta das 15h30 da terça, segundo a polícia, bombeiros encontraram Felipe Varea Leme, de 21 anos, preso no elevador do prédio da administração. Ele estava inconsciente, caído no chão, com um armário sobre seu corpo. O jovem era aluno da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e trabalhava como monitor na sala de informática da Poli.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), funcionários da universidade já foram ouvidos e as equipes estão em diligências para colher provas que possam auxiliar nas investigações. O caso foi registrado como morte suspeita no 93 DP, do Jaguaré.

Em nota, a USP afirmou que a Escola Politécnica (Poli) e a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), lamentam profundamente a morte de Felipe.

“A direção da Poli ressalta que preza pela adoção das medidas de segurança necessárias para a rotina do trabalho dentro de suas dependências. A escola informa, ainda, que prestará todos os esclarecimentos necessários para a elucidação dos fatos junto às autoridades competentes”, diz a nota.

“Neste momento de profunda dor, a Universidade se solidariza com familiares, amigos e toda a comunidade acadêmica. O Escritório de Saúde Mental da Universidade está prestando apoio à família”, completa o comunicado da USP.