Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Escombros de base são ameaça à Antártida

Por AE

Rio – O governo brasileiro não conseguiu retirar os escombros da base destruída na Antártida antes da chegado do inverno. Os trabalhos tiveram de ser interrompidos em abril e só serão retomados em novembro. Entre os destroços há materiais altamente tóxicos que estão sendo cobertos pela neve e, com o degelo, podem escorrer para o mar.

Em nota, a Marinha informou ter isolado os restos da estação na tentativa de reduzir a entrada de neve. Disse também que está em desenvolvimento um plano de desmonte e retirada dos escombros, com “previsão para ser iniciado a partir de novembro de 2012”, quando começa o verão antártico.

Nos tratados internacionais que regulamentam sua atuação na Antártida, o Brasil se compromete a não poluir o continente. A Estação Comandante Ferraz ficava defronte à Baía do Almirantado, na Ilha Rei George.

O incêndio, ocorrido na madrugada de 25 de fevereiro deste ano, provocou pelo menos dois tipos graves de contaminação: a atmosférica, com uma nuvem tóxica que se espalhou sobre o território e o oceano, e a do solo, com destroços que se incorporaram ao ambiente. Quanto mais cedo os escombros forem retirados, menor a contaminação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.