Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Empresas ligadas a Maluf recorrem na Corte de Jersey

Sentença determinou que ex-prefeito e seu filho Flávio devolvam aos cofres da Prefeitura de São Paulo 22 milhões de reais desviados para paraíso fiscal

Por Da Redação 18 dez 2012, 10h08

Advogados de empresas ligadas a Paulo Maluf na Ilha de Jersey recorreram da condenação judicial que determinou que sejam devolvidos à Prefeitura de São Paulo 22 milhões de dólares depositados em contas no paraíso fiscal no Canal da Mancha. A Corte Real havia concluído que Maluf e o filho Flávio foram beneficiados por um esquema de desvio de dinheiro durante a construção da Avenida Água Espraiada, na Zona Sul da capital paulista.

O recurso foi protocolado depois do prazo estipulado pela Corte, mas o pedido e os argumentos dos advogados deverão ser analisados. A manobra evita a devolução imediata do dinheiro bloqueado pela decisão judicial.

Segundo a Procuradoria-Geral do Município, que representa a Prefeitura no caso, os advogados das empresas argumentaram à Justiça que as provas do processo são insuficientes, e que os juízes haviam dado valor excessivo a depoimentos de testemunhas.

Leia também: Maluf e sua trajetória de escândalos

Os defensores das firmas ligadas a Maluf também teriam manifestado discordância com o rastreamento do dinheiro depositado na ilha, de acordo com o procurador-geral, Celso Coccaro. A análise foi feita a partir das contas registradas em Jersey até sua origem, e não das contas originárias em diante, o que poderia gerar imprecisões relativas ao caminho dos recursos.

A prefeitura vai aguardar a análise do recurso e espera que o julgamento seja concluído até o início de abril de 2013. O município pediu o cumprimento da decisão original e uma indenização pelas despesas decorrentes da ação.

O caso segue agora para a última instância judicial em Jersey. Existe ainda a chance de um novo recurso, que transferiria todo o processo para Londres, mas a Corte da ilha duvida que essa opção seja aceita.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)