Clique e assine com 88% de desconto

Empresa de táxi aéreo assume reconstrução de casas atingidas por helicóptero

Segundo a Helimarte, dona da aeronave que caiu na Zona Norte nesta segunda-feira, obras já começaram e devem ser concluídas dentro de dez dias

Por Da Redação - 23 jan 2013, 12h31

As obras de resconstrução das casas atingidas na queda de um helicóptero nesta segunda-feira no bairro do Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo, começaram nesta manhã e devem ser concluídas em dez dias, segundo a Helimarte, empresa de táxi aéreo a qual pertencia a aeronave. Por meio de nota, a empresa afirma que assumiu a reconstrução dos imóveis danificados no acidente.

O piloto, Marcelo de Melo Ribeiro, morreu no local. Ele levava como passageiros três funcionários da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, de acordo com informações da Prefeitura de São Paulo. Ramiro Levy , Fabiana Bispo Barbosa e Idevanir Souza, que participavam de um sobrevoo de fiscalização de áreas de parques, foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e passam bem.

A empresa anunciou que pedreiros já iniciaram o trabalho nos imóveis danificados. A Helimarte ressaltou ainda que a aeronave estava em perfeitas condições para voar e que havia passado, recentemente, pela inspeção anual que só venceria em novembro.

A causa do acidente será investigada pelas autoridades responsáveis ligadas à Aeronáutica.

Publicidade