Clique e assine com 88% de desconto

Em Salvador, primeiro embate do 2º turno é pelo apoio do PMDB

ACM Neto aposta em uma divisão dos peemedebistas. Nelson Pelegrino acredita que aliança nacional com o PT será decisiva para conquistar o apoio de Mário Kertész

Por Pâmela Oliveira, de Salvador - 8 out 2012, 16h59

O democrata Antonio Carlos Magalhães Neto e o petista Nelson Pelegrino, que disputam a prefeitura de Salvador no segundo turno, têm nesta segunda-feira um dia decisivo. Os adversários tiveram uma diferença de menos de um ponto percentual nas urnas – ACM Neto teve 40,17% dos votos válidos; Pelegrino, 39,73% – e sabem da importância da aliança com o PMDB na briga pelos votos do terceiro colocado, o peemedebista Mário Kertész, que teve 9,43% dos votos. Os dois candidatos já anunciaram a intenção de ter o apoio do partido.

Pelegrino afirmou, na noite de domingo, após o anúncio do resultado oficial, que buscaria aliança com os peemedebistas. O petista considera “natural” o apoio do PMDB, que em âmbito nacional tem aliança com o PT. A Bahia, no entanto, é uma das poucas exceções: o PMDB baiano, comandado por Geddel Vieira Lima, está distanciado do Partido dos Trabalhadores.

LEIA TAMBÉM:

Publicidade

Radar On-Line: O apoio do PMDB ao PT em Salvador

Publicidade

O imbróglio deve ser resolvido ainda esta semana. Nesta segunda-feira, Pelegrino e ACM Neto participam de reuniões sobre as possíveis alianças para a acirrada disputa.

“Sabemos da importância da aliança do PMDB. Estamos nos reunindo com deputados estaduais, federais e com figuras importantes do partido para decidir quem apoiaremos no segundo turno. Estamos costurando para que o partido fique unido. O candidato (Kertész) vai formar acordo com o partido”, disse Geddel ao site de VEJA, acrescentando que não haverá dissidências. Geddel acredita que até quarta-feira o PMDB anuncie seu apoio.

Pela manhã, Kertész afirmou em seu programa de rádio que recebeu uma ligação de ACM Neto, mas não falou sobre apoio no segundo turno.

LEIA TAMBÉM:

Publicidade

O carlismo repaginado de ACM Neto enfrenta o PT em Salvador

Na terra do trio elétrico, carros de som atormentam os eleitores

Publicidade

ACM Neto e Pelegrino trocam acusações sobre segurança em debate na Globo

Mensalão tira ACM Neto do horário eleitoral em Salvador

Publicidade