Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em nota, PT ataca ‘vazamento’ de depoimento de ex-diretor da Petrobras

Entre as várias revelações que fez, Costa afirmou que a propina do PT no esquema do petrolão era administrada pelo tesoureiro nacional do partido

Por Da Redação 9 out 2014, 17h11

A direção nacional do PT se manifestou nesta quinta-feira sobre as declarações do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa à Justiça Federal. Entre as várias revelações que fez, Costa afirmou que a propina do PT no esquema do petrolão era administrada pelo tesoureiro nacional do partido, João Vaccari Neto – e que o partido ficava com a maior parte do dinheiro cobrado na Diretoria de Abastecimento. Ele afirmou que, dos 3% pagos pelas grandes empreiteiras por contratos fechadas com a diretoria, 1% ia para o PP e 2% iam para o PT. O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que repudia “com veemência e indignação” as declarações “caluniosas” do ex-diretor da Petrobras.

Por meio de nota, Falcão afirmou que o PT “desmente a totalidade das ilações de que o partido teria recebido repasses financeiros originados de contratos com a Petrobras”. “Todas as doações para o Partido dos Trabalhadores seguem as normas legais e são registradas na Justiça Eleitoral”, diz o texto.

O partido ainda afirma que “estranha” a repetição de vazamentos de depoimentos no Judiciário e ressaltou que não há provas para as acusações. “Lamentamos que estejam sendo valorizadas as palavras do investigado, em detrimento de qualquer indício ou evidência comprovada”, disse. De acordo com Falcão, a Direção Nacional do PT, por intermédio dos advogados, analisa a adoção de medidas judiciais.

Confira a seguir a íntegra da nota:

O PT repudia com veemência e indignação as declarações caluniosas do réu Paulo Roberto Costa, proferidas em audiência perante o mesmo juiz que, anteriormente, acolhera seu depoimento, sob sigilo de Justiça, no curso de um processo de delação premiada.

O PT desmente a totalidade das ilações de que o partido teria recebido repasses financeiros originados de contratos com a Petrobras.

Continua após a publicidade

Todas as doações para o Partido dos Trabalhadores seguem as normas legais e são registradas na Justiça Eleitoral.

A Direção Nacional do PT estranha a repetição de vazamentos de depoimentos no Judiciário, tanto mais quando se trata de acusações sem provas.

Lamentamos que estejam sendo valorizadas as palavras do investigado, em detrimento de qualquer indício ou evidência comprovada.

A Direção Nacional do PT, por intermédio de seus advogados, analisa a adoção de medidas judiciais cabíveis.

Rui Falcão

Presidente Nacional do PT

Continua após a publicidade
Publicidade