Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eike Batista é levado pela PF a prestar depoimento no Rio

Empresário foi preso ontem assim que desembarcou no aeroporto do Galeão. Ele é acusado de pagar propina ao ex-governador Sérgio Cabral

O empresário Eike Batista, preso na Operação Eficiência, foi levado nesta terça-feira à tarde à Delegacia de Combate à Corrupção, na sede da Polícia Federal, para prestar depoimento. A autorização foi dada pela juíza Débora Valle de Brito, substituta da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

Antes de embarcar de Nova York para o Rio, Eike demonstrou em entrevistas que pretende colaborar com as investigações, ao afirmar que vai mostrar “como as coisas são”. Uma possível delação premiada ainda depende de negociação com o Ministério Público Federal.

O ex-bilionário ocupa desde a tarde de ontem uma cela de 15 metros quadrados com quatro beliches no presídio de Bandeira Stampa, conhecido como Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, Zona Oeste do Rio. A unidade é destinada a milicianos e ex-policiais militares. O empresário divide o espaço com outros seis presos da Lava Jato que, assim como ele, não têm curso superior.

A cela não tem vaso sanitário – os presos fazem necessidades em um buraco no chão, conhecido como boi. No lado oposto, há um cano por onde sai água fria. A prisão sofre ainda com problemas de abastecimento de água e entupimento no sistema de esgoto, segundo funcionários da unidade. Os registros são abertos três vezes ao dia, de acordo com os servidores. A Secretaria de Administração Penitenciária negou os problemas.

Cada preso tem direito a levar uma televisão de 14 polegadas e um ventilador. Eles recebem quatro refeições ao dia – café da manhã e lanche, composto de pão com manteiga e café com leite; e almoço e jantar, em que são servidos uma proteína, arroz ou macarrão, feijão, e legumes, além de refresco e sobremesa (fruta ou gelatina).

A família de Eike terá de fazer a carteira de visitante, que permite o acesso ao complexo penitenciário. O documento fica pronto entre quinze dias e um mês. Antes desse prazo, é possível pedir à secretaria autorização especial para visita.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Aloisio Barros

    Que fale tudo que sabe e entregue essa corja de políticos Eike. Não existe quem pague propina sem quem a receba. O ero não está nos empresários e sim nos políticos e no serviço público.

    Curtir

  2. Se o Sr. Eike Batista quer colaborar com as investigações, que não omita o nome dos principais responsáveis pela corrupção generalizada, pois como as coisas são, todos já sabemos. Acho, né?

    Curtir

  3. Laila Nobrega

    Ele também tem que devolver os bilhões que pegou no BNDES para fazer empresas de vento e enganar todo mundo.

    Curtir

  4. Mario Fernandes

    A careca dele realmente justifica o uso de peruca. Temos de levar no humor porque mais cedo ou mais tarde esse “empresário” será libertado e continuará a usufruir o dinheiro ganho com falcatruas e lábia vigarista.

    Curtir

  5. ate que a refeiçao e boa em vista de milhoes de familias que nem isso tem pra comer em virtude da nojeira em que esse pais esta mergulhado onde empresarios sugam o dinheiro do trabalhador com o aval de politicos sem vergonha.

    Curtir

  6. Hermes Alves de Matos

    Não tenho tanta raiva dele e sim dessa cambada de políticos desgraçados, ladrões e malditos, que roubaram junto com ele.

    Curtir

  7. sergio skorski

    queria ver este ladrão no meio de uma rebelião, tendo a cabeça cortada Rolando pelo chão.

    Curtir

  8. Esse tipo de depoimento deveria ser transmitido ao vivo, pois a população tem o direito de saber aonde seu dinheiro roubado, que está faltando na saúde, educação e segurança foi parar…!!!

    Curtir