Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Doria rebate Aníbal sobre participação nas Diretas: ‘Tem problema de memória’

Ex-deputado disse que o empresário, pré-candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSDB, havia "falsificado" a história ao dizer que organizou comícios da campanha nos anos 1980

Depois de José Aníbal afirmar que nunca viu João Doria Jr. nas mobilizações das Diretas Já, nos anos 1980, e de acusar o empresário de “falsificar” a história ao dizer que participou do movimento, o pré-candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo contra-atacou. Doria disse nesta terça-feira ao site de VEJA que Aníbal “enxergava mal naquela época e, além do problema de visão, tem problema de memória”. Ex-deputado federal, Aníbal é presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), braço de formulação política do PSDB, e apoia Ricardo Tripoli nas prévias tucanas.

Filiado ao PSDB desde abril de 2001 e apontado por seus adversários como um estranho no ninho tucano, Doria ironizou as declarações de Aníbal. “Isso mostra que ele não estuda, se usasse o Google veria minha história completa.” O empresário tem usado as redes sociais para aproximar sua imagem à do ex-governador de São Paulo Franco Montoro (1983-1987), que morreu em 1999, destacar a ligação com o PSDB e lembrar sua participação nos comícios que pediam eleições diretas para presidente.

LEIA MAIS:

Eleições 2016: Rumo ao tucanocídio

Depois de receber Doria, Alckmin se encontra com Matarazzo e Tripoli nas prévias do PSDB

Ricardo Franco Montoro, filho e ex-secretário particular de Franco Montoro, um dos artífices da campanha pelas Diretas Já, confirma a participação de Doria no processo. De acordo com Ricardo, que apoia a pré-candidatura do vereador Andrea Matarazzo nas prévias do PSDB paulistano, o empresário era próximo de Franco Montoro e trabalhou em suas campanhas eleitorais entre 1970 e 1982. “João também coordenou, de dentro do Palácio, a organização de comícios da campanha das Diretas”, lembra ele.

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, em agosto de 2015, a cantora Fafá de Belém, que participou da mobilização das Diretas, também relata atuação de João Doria na organização de comícios da campanha. Segundo a cantora, o empresário entrou em contato para que ela participasse de uma das manifestações, em Jacareí, interior de São Paulo, em que estariam presentes, além de Franco Montoro, Ulysses Guimarães e o ex-senador Severo Gomes.

Em discurso de apoio ao deputado federal Ricardo Tripoli, adversário de Doria nas prévias, Anibal afirmou que “ele [João Doria] ainda diz que foi carregado em comícios em Belo Horizonte, Porto Alegre. Não pode! Isso é história, história você não pode falsificar, a história são fatos, devidamente registrados e que você, sobre eles, faz a interpretação que quiser, mas tem que ter os fatos, você não pode é distorcer os fatos”.

Para Doria, as declarações do presidente do ITV “demonstram destempero e falta de serenidade na conduta da campanha”.