Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Doria rebate Aníbal sobre participação nas Diretas: ‘Tem problema de memória’

Ex-deputado disse que o empresário, pré-candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSDB, havia "falsificado" a história ao dizer que organizou comícios da campanha nos anos 1980

Por Da Redação 16 fev 2016, 22h15

Depois de José Aníbal afirmar que nunca viu João Doria Jr. nas mobilizações das Diretas Já, nos anos 1980, e de acusar o empresário de “falsificar” a história ao dizer que participou do movimento, o pré-candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo contra-atacou. Doria disse nesta terça-feira ao site de VEJA que Aníbal “enxergava mal naquela época e, além do problema de visão, tem problema de memória”. Ex-deputado federal, Aníbal é presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), braço de formulação política do PSDB, e apoia Ricardo Tripoli nas prévias tucanas.

Filiado ao PSDB desde abril de 2001 e apontado por seus adversários como um estranho no ninho tucano, Doria ironizou as declarações de Aníbal. “Isso mostra que ele não estuda, se usasse o Google veria minha história completa.” O empresário tem usado as redes sociais para aproximar sua imagem à do ex-governador de São Paulo Franco Montoro (1983-1987), que morreu em 1999, destacar a ligação com o PSDB e lembrar sua participação nos comícios que pediam eleições diretas para presidente.

LEIA MAIS:

Eleições 2016: Rumo ao tucanocídio

Depois de receber Doria, Alckmin se encontra com Matarazzo e Tripoli nas prévias do PSDB

Ricardo Franco Montoro, filho e ex-secretário particular de Franco Montoro, um dos artífices da campanha pelas Diretas Já, confirma a participação de Doria no processo. De acordo com Ricardo, que apoia a pré-candidatura do vereador Andrea Matarazzo nas prévias do PSDB paulistano, o empresário era próximo de Franco Montoro e trabalhou em suas campanhas eleitorais entre 1970 e 1982. “João também coordenou, de dentro do Palácio, a organização de comícios da campanha das Diretas”, lembra ele.

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, em agosto de 2015, a cantora Fafá de Belém, que participou da mobilização das Diretas, também relata atuação de João Doria na organização de comícios da campanha. Segundo a cantora, o empresário entrou em contato para que ela participasse de uma das manifestações, em Jacareí, interior de São Paulo, em que estariam presentes, além de Franco Montoro, Ulysses Guimarães e o ex-senador Severo Gomes.

Em discurso de apoio ao deputado federal Ricardo Tripoli, adversário de Doria nas prévias, Anibal afirmou que “ele [João Doria] ainda diz que foi carregado em comícios em Belo Horizonte, Porto Alegre. Não pode! Isso é história, história você não pode falsificar, a história são fatos, devidamente registrados e que você, sobre eles, faz a interpretação que quiser, mas tem que ter os fatos, você não pode é distorcer os fatos”.

Para Doria, as declarações do presidente do ITV “demonstram destempero e falta de serenidade na conduta da campanha”.

Continua após a publicidade
Publicidade