Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Doria faz prova no Detran e recupera habilitação

Prefeito que aumentou os limites de velocidade nas marginais teve a carteira suspensa após levar cinco multas entre novembro de 2014 e junho de 2015

Por Da redação Atualizado em 13 jun 2017, 19h40 - Publicado em 13 jun 2017, 19h08

Depois de ter o registro suspenso por excesso de multas, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), realizou nesta terça-feira a prova presencial para recuperar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele foi aprovado no teste, acertando 26 das trinta questões — se errasse pelo menos dez, ele seria reprovado.

O tucano fez a prova junto com outras pessoas no prédio do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP) na Sé, centro de São Paulo. No local, ele fez questão de dizer que não teve nenhum privilégio e, ao receber o certificado de aprovação, fez o símbolo da sua campanha “Acelera SP” com as mãos. A sua equipe filmou — e colocou nas redes sociais — imagens dele no Detran. “Fiz exatamente o que qualquer outro cidadão tem que fazer. Acelere o seu coração. Acelera para ser uma pessoa correta”, afirmou em vídeo na sua página do Facebook.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Doria teve a carteira suspensa por ter sido multado cinco vezes entre novembro de 2014 e junho de 2015. Por causa disso, ele ficou impedido de dirigir entre 13 de janeiro e 12 de março de 2017. Em entrevista a VEJA SP, o prefeito admitiu que estava dirigindo o carro em algumas das oportunidades, mas que na maioria das vezes quem cometeu as infrações foram seus motoristas. “Em duas ocasiões inclusive, eu estava no exterior. O Detran reconheceu isso, mas, como fiz a contestação fora do prazo, não tive os pontos retirados”.

No prontuário de Doria, constam multas cometidas a bordo de três carros particulares: um Audi, um Porsche e um BMW. Quatro delas, de 4 pontos cada uma, são de gravidade moderada (três por transitar acima da velocidade em até 20% e uma por manobra arriscada). A última é “gravíssima”, porque o veículo avançou o sinal vermelho.

Ao assumir a prefeitura em janeiro deste ano, Doria cumpriu uma das suas principais promessas de campanha, aumentando os limites de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros, que haviam sido reduzidos na gestão passada, de Fernando Haddad (PT).

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)