Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

DJ carioca é preso e denunciado por pedofilia

Darke foi denunciado por posse de imagens e vídeos contendo cenas de sexo explícito e pornográficas envolvendo crianças e adolescentes

Por Da Redação 19 set 2012, 21h17

Disputado por casas noturnas do Rio, o DJ Darke Bhering Mattos, de 30 anos, está preso há uma semana em Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, acusado de pedofilia. Ele foi denunciado por posse de imagens e vídeos contendo cenas de sexo explícito e pornográficas envolvendo crianças e adolescentes. O material foi encontrado na casa do DJ e em seu local de trabalho, após notícia crime feita ao Ministério Público.

Segundo a Promotora de Justiça Ana Lúcia Melo, que requereu à Justiça ordem de busca e apreensão de qualquer material de mídia eletrônica de propriedade do denunciado, foram encontrados imagens e vídeos “chocantes” envolvendo menores. A princípio, o conteúdo teria sido baixado da internet e armazenado no computador do DJ. Ainda de acordo com a denúncia, distribuída para a 5ª Vara Criminal, Darke vem adquirindo o material criminoso, pelo menos, desde 2009.

A busca foi cumprida por policiais militares que integram o Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça (GAP), em conjunto com oficiais de Justiça e com o apoio de policiais especialistas em informática da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI).

Se condenado, a pena pode variar de um a quatro anos de prisão. Mas, de acordo com informações da promotoria, como o material apreendido ainda está em análise pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), há a possibilidade de que ele responda também por outros crimes e, neste caso, a pena poderá aumentar.

Continua após a publicidade
Publicidade