Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dinheiro sob o colchão de candidato no RJ supera teto de campanha

Roberto Petto, candidato à prefeitura de Teresópolis (RJ), declarou à Justiça Eleitoral que mantém 800.000 reais em dinheiro vivo

Em tempos de bitcoin e dinheiro eletrônico, o médico paulista Roberto Petto prefere se manter um homem à moda antiga. Candidato do Solidariedade à prefeitura de Teresópolis (RJ), cidade a cerca de 100 quilômetros do Rio de Janeiro que ele já administrou entre 2004 e 2008, Petto guarda consigo nada menos que 800.000 reais em espécie, conforme informou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A fortuna sob o colchão do candidato corresponde a 46% do 1,7 milhão de reais que ele declarou à Justiça Eleitoral como patrimônio total e é maior que a soma de 488.528 reais de todas as suas propriedades, como três carros, dois imóveis e três lojas.

O valor em dinheiro vivo nas mãos de Roberto Petto também supera, com folga, os 541.014 reais estipulados como teto para a campanha de prefeito em Teresópolis.

Dados de Roberto Petto

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. carlos agostinho malschik

    Qualquer candidato com quantia superior a R$ 2.000,00 em dinheiro guardado em sua casa merece ser investigado.

    Curtir

  2. Na declaração do I.R. do ano passado, a Dilma declarou que tinha R $ 150.000,00 em dinheiro em casa. E ainda disso que era normal isso.

    Curtir

  3. Disse

    Curtir

  4. Este é o país do cinismo e não apenas da politicalha já que o povo é que deve eleger um pilantra que vai torrar $ 800 mil por amor ao povo? é um santo que deve ser canonizado.

    Curtir