Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma convida ministro do STJ para vaga no Supremo

Professor de direito, Teori Zavascki é considerado um nome técnico no STJ

A presidente Dilma Rousseff indicou, nesta segunda-feira, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Teori Zavascki para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi confirmada pelo Palácio do Planalto.

Professor de direito, Teori Zavascki tem 64 anos e é considerado um nome técnico no STJ. Ele deverá assumir a cadeira deixada por Cesar Peluzo, que se aposentou no início de setembro. Antes, passará por uma sabatina no Senado.

Catarinense, ele é ligado ao governador do Rio Grande do Sul, o petista Tarso Genro. Genro, aliás, fez questão de declarar a “paternidade” da indicação em seu perfil no Twitter. “Defensi sua indicação para o ministro José Eduardo Cardozo e formalizei para a presidente nossa defesa do ministro Zavaschi”, escreveu.

Indicado para a mais alta corte do país, ele foi desembargador do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região até 2003, quando chegou ao STJ nomeado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com carreira direcionada ao direito tributário, trabalhou no Banco Central e em várias instituições financeiras.

A indicação de Zavascki deve ser publicada na edição de terça-feira do Diário Oficial da União.

Zavascki é o terceiro ministro indicado por Dilma ao STF e o oitavo indicado por um governo petista em seus dez anos na Presidência. O ex-presidente Lula indicou os ministros José Dias Toffoli, Carmen Lúcia, Joaquim Barbosa, Carlos Ayres Britto e Ricardo Lewandowski.

O Supremo Tribunal Federal realiza nesta segunda-feira a 21ª sessão do julgamento do mensalão.

Infográficos: Entenda o escândalo do mensalão

Acompanhe o placar da votação, réu a réu