Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Destaques da semana: definição na PGR, protestos e novo filme de Tarantino

Bolsonaro deve anunciar novo procurador-geral; protestos pela educação são esperados em todo o país e trama com crime de Charles Manson chega às telonas

Por Da Redação 12 ago 2019, 06h30

Comece a semana bem informado e saiba o que será destaque no noticiário:


Definição na PGR

O presidente Jair Bolsonaro prometeu anunciar até sexta-feira 16 a sua indicação para o comando da Procuradoria-Geral da República. Desde 2003, a escolha sai de uma lista tríplice elaborada por procuradores da República, que neste ano indicaram Mário Bonsaglia, Luiza Frischeisen e Blal Dalloul. Mas Bolsonaro já sinalizou que deve romper com a tradição iniciada no governo Lula, o que abriu espaço para uma disputa renhida e silenciosa. Mesmo sem ter concorrido à indicação de seus colegas, a atual procuradora-geral Raquel Dodge conta com o apoio de ministros do STF para ser reconduzida ao cargo. Nas últimas semanas, ganharam força nas bolsas de apostas os nomes de Augusto Aras, que se aproximou do presidente, e de Lauro Cardoso Neto, que tem formação militar. No que depender de Bolsonaro, entretanto, o desfecho é imprevisível. “Tem uns oitenta nomes no páreo”, disse o presidente.


Deltan na berlinda

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) julga na terça-feira 13 recurso do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, contra a abertura de um Procedimento Administrativo Disciplinar determinada pela Corregedoria. O motivo é uma entrevista à rádio CBN na qual ele diz que ministros do STF “mandam uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”. A abertura da investigação, que pode levar ao afastamento de Deltan do cargo, foi determinada pelo corregedor Orlando Rochadel Moreira. O procurador está sendo alvo de pressões desde que mensagens vazadas mostraram que ele se empenhou para investigar magistrados do Supremo, o que só pode ser feito pela PGR.


Novos protestos

A União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) convocam para a terça-feira 13 um novo protesto contra os contingenciamentos na educação implantados pelo governo Bolsonaro. Há atos previstos para todas as capitais e cidades de médio e de grande porte. A manifestação tem recebido apoio de partidos de oposição, como PT, PSOL e PCdoB. O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego da Força Nacional na defesa do patrimônio da União no dia dos atos.


Calendário da reforma no Senado

Nesta semana, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deve definir um calendário para discussão do texto da reforma da Previdência. Simone Tebet (MDB-MS), presidente da comissão, afirmou que na próxima quarta-feira 14 a CCJ vai votar os requerimentos a serem apresentados pelos senadores para realização de audiências públicas. Integrantes do governo podem ser convidados a falar sobre a proposta nessas sessões. Depois das audiências, o relator já poderá entregar seu parecer e apresentá-lo. A expectativa é que o relatório seja apresentado no dia 28 de agosto.

Continua após a publicidade


Prévia do PIB

O Banco Central divulga na segunda-feira o IBC-Br de junho, índice que serve como uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Além do comportamento de junho, o indicador mostrará também o desempenho da economia no primeiro semestre de 2019. O indicador de maio avançou 0,54%, primeiro resultado positivo em quatro meses. A expectativa do governo para o crescimento do país em 2019 é de 0,8% – abaixo do 1,1% do ano passado.


A Hollywood de Tarantino

Uma das grandes estreias do ano, o novo filme de Quentin Tarantino chega às telonas na quinta-feira. “Era Uma Vez em…Hollywood” se passa na Los Angeles de 1969 e acompanha a história do ator Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê, Cliff Booth (Brad Pitt), em meio às transformações da indústria do cinema. A trama envolve um dos crimes mais célebres da história de Hollywood: o assassinato da atriz Sharon Tate (Margot Robbie) pelo grupo de fanáticos liderado por Charles Manson, vivido por Damon Herriman. Curiosamente, o ator também interpreta o psicopata em outra estreia da semana, a segunda temporada de Mindhunter, série da Netflix sobre serial killers, que chega ao streaming na sexta.

Dinheiro na conta
A Receita Federal vai pagar na quinta-feira 3,8 bilhões de reais a 2,9 milhões de contribuintes na liberação do 3º lote de restituição do Imposto de Renda. A maioria dos contemplados no lote são contribuintes comuns, isto é, que não se encaixam nas prioridades – idosos, professores e deficientes. Quem entregou a declaração no início do prazo tem prioridade e pode estar neste lote. A consulta para saber se foi contemplado é feita no site da Receita Federal ou pelo telefone 146, após informar o CPF e a data de nascimento. O dinheiro é depositado na conta-corrente ou poupança que o contribuinte informou no momento da entrega da declaração.

 

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Marcelo Freixo em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana:

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês