Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Depois da tarde mais fria do ano, São Paulo terá máxima de 21 graus hoje

A sensação térmica na capital paulista chegou a 10 graus durante a tarde de terça-feira

Por Giovanna Romano - Atualizado em 5 jun 2019, 15h39 - Publicado em 5 jun 2019, 11h58

Depois de a cidade de São Paulo registrar a tarde mais fria do ano na terça-feira 4, com máxima de 17,8 graus e sensação térmica de 10 graus a temperatura deve aumentar um pouco nesta quarta-feira, 5. De acordo com o site Climatempo, a máxima na capital paulista será de 21 graus durante esta tarde, com períodos de sol.

A massa de ar frio que se espalha sobre o Sul, o Sudeste e o Centro-Oeste também derrubou termômetros em outras cidades. Florianópolis, por exemplo, bateu o recorde de frio do ano com mínima de 11,5 graus na terça. Na serra de Santa Catarina, no município de Urupema, a temperatura chegou a 2 graus negativos e houve formação de geada.

A cidade de Belo Horizonte – que teve um recorde de frio na terça com mínima de 14,8 graus – registrou outro recorde na madrugada desta quarta. Segundo o Climatempo, os termômetros chegara a marcar 9,9 graus na capital mineira. Entretanto, a temperatura pode subir na região e a máxima prevista é de 23 graus

No Rio de Janeiro, a tarde de terça foi a segunda mais fria do ano até o momento, com máxima de 23,4 graus. A temperatura máxima prevista para a cidade nesta quarta-feira é de 25 graus. Em Curitiba fez frio, mas não houve recorde, e a temperatura máxima foi de 17,3 graus. Cuiabá foi uma das cidades que teve uma tarde amena na terça-feira, com os termômetros marcando 24,4 graus

Publicidade