Clique e assine com até 92% de desconto

Delegados envolvidos em operação no RS são afastados

Por Da Redação 22 dez 2011, 21h10

Por Elder Ogliari

Porto Alegre – A Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul afastou os delegados Leonel Carivali e Roland Short das investigações de uma ação policial que resultou na morte de um refém de uma quadrilha. A decisão foi tomada hoje, um dia depois da operação. A tarefa de esclarecer como ocorreu o tiroteio e quem foi o autor dos disparos que acertaram o agricultor Lírio Persch, de 50 anos, foi transferida para a Corregedoria Geral da Polícia Civil.

O Ministério Público Estadual, que vai acompanhar o inquérito, não aceitava que pessoas envolvidas com o confronto também participassem da apuração dos fatos. Uma das primeiras hipóteses é que a vítima tenha sido atingida por tiros de algum integrante da equipe de policiais e não dos sequestradores.

A morte de Persch, ocorrida em Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre, na tarde de quarta-feira, foi o ato final de uma série de atos desastrados de todos os envolvidos no caso. O primeiro foi das próprias vítimas, que caíram em um golpe. O agricultor de Quatro Pontes, no oeste paranaense, acompanhou o amigo Osmar Finkler em uma viagem ao Rio Grande do Sul para comprar uma máquina agrícola oferecida em sites da internet. Ao chegar, na segunda-feira, os dois foram sequestrados pelos supostos vendedores, que passaram a exigir resgate das famílias.

Continua após a publicidade
Publicidade