Delatores da JBS relatam que receberam ameaças de morte

Os donos do frigorífico, que têm apartamento em Nova York, foram autorizados pelas autoridades brasileiras a deixar o país, segundo TV Globo

Por Da redação - Atualizado em 18 maio 2017, 13h08 - Publicado em 18 maio 2017, 12h24

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do frigorífico JBS, relataram às autoridades brasileiras que receberam ameaças de morte e foram autorizados pela Justiça a deixar o Brasil, segundo informações da TV Globo. Eles teriam ido para um apartamento que Joesley possui na Quinta Avenida, em Nova York, nos Estados Unidos. No entanto, reportagem da emissora informa que, desde ontem, Joesley não foi visto no local.

Segundo reportagem do jornal O Globo, Joesley e Wesley disseram, em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR), que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois de sua prisão na Operação Lava Jato.

Publicidade