Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Defesa de PMs do caso Rafael Mascarenhas será ouvida nesta terça

A Justiça Militar do Rio de Janeiro vai ouvir nesta terça-feira, a partir das 12 horas, as testemunhas de defesa dos dois policiais militares acusados de cobrar 10.000 reais para liberar o motorista Rafael Bussamra, que atropelou o músico Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, no dia 20 de julho, no Túnel Acústico, na Gávea, zona sul da cidade. Os policiais Marcelo José Leal Martins e Marcelo de Souza Bigon são acusados de corrupção passiva, falsidade ideológica e de descumprimento de missão.

Serão ouvidos Guilherme Bussamra, irmão de Rafael Bussamra; o proprietário da oficina que teria consertado o veículo dirigido por Rafael; André Liberal, carona de um dos carros que estava na túnel no dia do atropelamento; e dois PMs, responsáveis pela supervisão dos acusados no dia dos fatos.

Ao serem interrogados no dia 26 de agosto, os PMs negaram os fatos narrados na denúncia. No dia 9 de setembro, Rafael e Roberto Bussamra, testemunhas de acusação no processo, confirmaram em juízo as negociações para o pagamento de 10.000 reais aos réus. No entanto os policiais receberam apenas 1.000 reais. Os PMs estão sendo julgados por um Conselho Permanente de Justiça da Polícia Militar, presidido pela juíza Ana Paula Figueiredo.

(Com Agência Estado)