Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Defesa de Pimenta Neves pedirá progressão de regime

Advogada do jornalista quer que ele cumpra a pena no semiaberto

Por Mirella D'Elia 24 Maio 2011, 22h45

A defesa de Antonio Pimenta Neves pedirá à Justiça a progressão do regime prisional do jornalista para semiaberto assim que ele tiver direito ao benefício. Conforme adiantou a coluna Radar, os advogados podem entrar com o recurso para já em abril de 2013. Na prática, apesar de condenado a quinze anos, Pimenta Neves pode ficar preso totalmente recluso por menos de dois anos. No semiaberto, teria permissão para passar o dia livre e voltar à prisão para passar a noite. “Estávamos há vários anos lutando para anular esse júri. Infelizmente não obtivemos uma decisão favorável e temos de nos curvar à decisão do Supremo Tribunal Federal”, disse Maria José da Costa Ferreira, advogada de defesa.. Ela conversou por telefone com Pimenta Neves assim que foi anunciada a decisão do Supremo. Segundo Maria José, ele estava sereno e decidiu sozinho entregar-se nesta terça-feira. A advogada tentou dissuadi-lo. “Ele poderia se entregar amanhã, mas não queria incomodar a vizinhança”, disse Maria José, em referência à movimentação de repórteres e curiosos em frente à casa de Pimenta Neves, na zona sul da capital paulista. Pimenta Neves é assassino confesso da jornalista Sandra Gomide. O crime ocorreu em agosto de 2000, mas Pimenta aguardava o julgamento de recursos judiciais em liberdade.

Publicidade