Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Secretário de Defesa Civil diz que local do incêndio era ‘puxadinho’

Comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Roberto Robadey afirma que o Flamengo não seguiu o 'planejamento adequado' na área atingida

O secretário de Defesa Civil do Rio de Janeiro e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Roberto Robadey, afirmou nesta sexta-feira, 8, horas depois do incêndio que matou ao menos 10 pessoas no Ninho do Urubu, o centro de treinamentos do Flamengo, que o alojamento que pegou fogo não tinha certificado de segurança.

Robadey chamou o local de “puxadinho”. “Não é exclusividade desse local. Mas as pessoas às vezes aprovam uma planta, aí quando vai ver resolve fazer puxadinho. Aumentar. A gente lamenta que as pessoas não possam fazer um planejamento adequado. É um ato final. Existe todo um procedimento”, afirmou, em entrevista à rádio BandNews.

O secretário ressaltou que o fato de não ter documentação não significa necessariamente que o local não era seguro. “Muitas vezes até existem os dispositivos de segurança, mas ainda não teve uma regularização. Adotamos várias medidas para simplificar e agilizar esse processo”, completou.

A parte que pegou fogo era uma das mais antigas do centro de treinamentos e seria desativada em breve. O local recebia jogadores das categorias de base, entre 14 a 17 anos, e o fato de não haver treino marcado para esta sexta-feira reduziu o número de vítimas, já que a maioria dos atletas naturais do Rio de Janeiro retornaram a suas casas.