Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Defesa Civil busca desaparecidos durante chuvas em MG

Desde o início do período chuvoso no estado, em outubro, cinco pessoas morreram por causa dos temporais e sete municípios decretaram situação de emergência

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais trabalha nesta terça-feira (5) na busca por desaparecidos, depois dos temporais que caíram nos últimos dias no estado. Equipes da Defesa Civil de MG se deslocam para atender as cidades de Urucânia, Piedade de Ponte Nova, Santa Cruz do Escalvado e outros municípios da região da Zona da Mata.

De acordo com o boletim da Defesa Civil, em Urucânia há quatro pessoas desaparecidas em razão das enxurradas e deslizamentos de terra em áreas de encostas. Na zona rural, uma mulher e duas crianças teriam sido arrastadas pela força das águas. Testemunhas também relataram o desaparecimento de um trabalhador rural.

Já em Rio Casca, as equipes informaram que não há desabrigados e desalojados na área urbana, mas uma comunidade na zona rural está isolada. Em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, um homem está desaparecido desde a noite de domingo, após cair em uma enxurrada — as buscas estão em andamento.

Desde o início do período chuvoso em Minas Gerais, no começo de outubro, cinco pessoas morreram por causa dos temporais, duas delas nos primeiros dias de dezembro. Sete municípios já decretaram situação de emergência por causa das chuvas: Buritizeiro, Cristina, Jaboticatubas, Tombos, Congonhas, Novo Cruzeiro e Ribeirão das Neves.

Situação de calamidade
Devido ao grande volume de chuva nos últimos dias, diversas regiões do estado estão sob estado de atenção para ocorrência de deslizamentos e alagamentos, devido a água acumulada no solo e transbordamento de córregos e rios. Em visita nesta segunda ao estado, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, informou que aguarda informações sobre a real situação dos municípios mineiros para que o governo federal decrete situação de calamidade na região.