Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Criminosos atacam polícia em Santa Catarina

PM reforçou a segurança do estado e secretário de Segurança vai anunciar medidas para conter os ataques a agentes

A Polícia Militar de Santa Catarina reforçou a segurança no estado após uma série de ataques contra agentes de segurança pública ocorridos entre a noite de segunda-feira e a manhã desta terça-feira na grande Florianópolis. O secretário de Segurança Pública de Santa Catarina, César Augusto Grubba, anunciará, nesta terça, as medidas que serão adotadas para conter os ataques.

Leia também:

Ministro da Justiça critica sistema prisional brasileiro

Alckmin: “Crime é crime, seja fardado ou não”

Ações de segurança terão de sair do papel até 2014

Às 23 horas uma viatura da Polícia Civil estacionada em frente a uma delegacia, com os vidros abertos, no bairro Saco dos Limões, foi incendiada. Criminosos atearam também fogo no carro particular de um PM às 3 horas desta terça, no bairro de Canasvieiras. Uma base da PM foi atacada no município de Palhoça, na grande Florianópolis. Segundo a PM, dois homens passaram de moto e atiraram. O policial que estava no local não se feriu.

Em Blumenau, dois homens em uma moto tentaram incendiar um ônibus na manhã desta terça, mas acabaram presos pela PM. Toda a cúpula da Segurança Pública de Santa Catarina está reunida nesta terça para decidir as medidas que serão tomadas para conter a onde de ataques.

Embora os atentados tenham se intensificados na noite de segunda e manhã desta terça, nos últimos 15 dias agentes de segurança foram mortos no Estado. Uma agente penitenciária e mulher do diretor da penitenciária de São Pedro de Alcântara foi assassinada. Um policial civil foi baleado ao tentar entregar um mandato de segurança, e um base da PM também já havia sido atacada neste intervalo.

(Com Estadão Conteúdo)