Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Criador das Carretas da Saúde, médico Roberto Kikawa morre em assalto

Programa de gastroentorologista leva atendimento em unidades móveis para populações de baixa renda

O médico gastroenterologista Roberto Kunimassa Kikawa, de 48 anos, morreu na noite do último sábado (10), em São Paulo, após ser baleado em assalto.

Ele é fundador do Centro de Integração de Educação de Saúde (CIES) Global, um entidade filantrópica que criou o programa Carretas da Saúde, para levar atendimento médico em unidades móveis para populações de baixa renda do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, Kikawa estava acompanhado de sua secretária no bairro do Ipiranga, na capital paulista, quando foram abordados na rua Manifesto por dois homens armados, que ordenaram que os dois descessem do veículo.

O médico foi baleado com dois tiros quando estava prestes a sair do carro — os bandidos saíram correndo. Ele chegou a ser levado para o Hospital Ipiranga, mas não resistiu. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial, da Vila Clementino.

Veja também

Em nota, o CIES Global lamentou a morte de diretor-executivo, que a fundou em 2008. “Dez anos depois, Roberto deixa um legado de mais de 2 milhões de pacientes do SUS acolhidos nas centenas de unidades móveis e modulares do CIES Global e cerca de 600 profissionais de Saúde e Administrativos engajados com o nosso DNA do Amor”, diz a entidade.

O velório acontece nesta segunda-feira, às 13 horas, na Igreja Holiness do Bosque. O sepultamento será às 16 horas, no Cemitério da Consolação.