Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CPTM investiga vazamento de vídeo de sexo dentro de trem

Um casal viajava sozinho em um vagão e, entre uma estação e outra, num intervalo de doze minutos, praticou o ato. As imagens foram parar na internet

A Companhia Paulista do Trem Metropolitano (CPTM) abriu sindicância para investigar o vazamento de um vídeo com cenas de sexo dentro de uma das composições da empresa, registradas em 13 de março. Um casal viajava sozinho em um vagão e, entre uma estação e outra, num intervalo de doze minutos, praticou o ato. As imagens foram parar na internet. Em nota, a CPTM informou que, assim que tomou conhecimento do vazamento das imagens da câmara de segurança da empresa, no início de abril, iniciou apuração interna. Os responsáveis foram identificados e punidos administrativamente. Agora, uma sindicância apura as condições em que o vídeo se tornou público e, dependendo das conclusões, a CPTM enviará o caso à polícia. O incidente ocorreu na Linha 12-Safira (Brás- Calmon Viana), em percurso ininterrupto entre as estações Engenheiro Goulart e Tatuapé, em hora e dia da semana de pouco movimento: sábado por volta das 23h40. A CPTM informou que o sistema de monitoramento de imagens não funciona em tempo real, ou seja, as imagens captadas só são analisadas posteriormente. A companhia orienta os passageiros que, ao presenciarem qualquer irregularidade sendo praticada dentro dos três ou nas estações, denunciem o fato à Central de Monitoramento da Segurança. É possível enviar mensagem para o número de celular 7150-4949. O serviço funciona 24 horas por dia e garante anonimato. Denúncias podem ser feitas também pelo Serviço de Atendimento ao Usuário pelo telefone 0800 055 0121, que funciona 24 horas por dia. Leia também: Falhas em trens prejudicam passageiros da CPTM Investimentos em transporte estão 50 anos atrasados