Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Covid: Prefeito de Porto Velho diz que sistema de saúde entrou em colapso

Prefeito Hildon Chaves diz que nova cepa do coronavírus encontrada no Amazonas possa ter chegado ao estado

Por Josette Goulart Atualizado em 23 jan 2021, 17h27 - Publicado em 23 jan 2021, 16h57

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), disse neste sábado, 23, que o sistema de saúde do município está em colapso por conta da nova onda da pandemia do coronavírus e que não há mais leitos disponíveis na capital do estado de Rondônia. “Tínhamos 18 leitos com aproximadamente cinco respiradores no início da pandemia. Agora chegamos a 70 leitos e 23 respiradores. Conseguimos essa ampliação para atender ainda mais a população e mesmo assim não está sendo suficiente”, disse o prefeito.

Apesar de não ter estudos ou testes, o prefeito levanta a hipótese de o estado estar sendo afetado pela nova variante do coronavírus encontrada no Amazonas, que é um estado vizinho a Rondônia. Ele diz que apesar de não ter a comprovação científica, os dados mostram que pode se trata da nova variante já que eles percebem um agravamento muito rápido da doença. “Há meses atrás era de uma semana ou 10 dias e hoje é coisa de 3 a 4 dias”, disse ele.

As medidas restritivas que estão em vigor no estado não estão surtindo efeito na capital, segundo o prefeito, o que pode ser médio pela quantidade de pessoas procurando as unidades de pronto atendimento por conta de envolvimento em acidentes. “Só ontem,  tivemos 60 casos de sutura na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Leste, casos de pessoas que deviam estar em casa e que se envolveram em acidentes ao sair. Precisamos que a população se conscientize e fique em casa, se protegendo e protegendo a sua família. A pandemia ainda não acabou, estamos em colapso na saúde de Porto Velho”.

Publicidade