Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Corrupção: Justiça decreta prisão e pede extradição de Rei Arthur dos EUA

Para encobrir crimes tributários, o empresário Arthur Soares é acusado de pagar 2 milhões de reais a delegado para a compra de franquia de restaurante

Por Adriana Cruz Atualizado em 12 Maio 2022, 12h57 - Publicado em 12 Maio 2022, 12h33

A Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão do empresário Arthur César de Menezes Soares, conhecido como Rei Arthur, por corrupção e lavagem de dinheiro. A 1ª Vara Criminal Especializada da Capital também solicitou à Interpol a extradição do réu dos Estados Unidos, onde cumpre prisão domiciliar. Rei Arthur foi condenado pela justiça americana pelo envolvimento no escândalo da compra de votos para o Rio sediar as olimpíadas de 2016.

Na nova denúncia do Ministério Público contra o empresário parceiro do ex-governador Sérgio Cabral, Rei Arthur é acusado de pagar propina para esconder crimes tributários ao delegado Ângelo Ribeiro, que comandou a Delegacia Fazendária, entre 2008 e 2015. Atualmente lotado na Assembleia Legislativa (Alerj), a justiça determinou que Ribeiro seja afastado do cargo.

De acordo com as investigações, Rei Arthur pagou em propina, em agosto de 2014, ao delegado e a mulher dele, Renata Andriola de Almeida, 2 milhões de reais para o casal comprar o restaurante L’Entrecôte de Paris, em Ipanema, endereço nobre da zona sul carioca.

A investigação contra o esquema de corrupção montado pelo empresário com o delegado começou em 2018. Bem longe do Rio, Rei Arthur cumpre prisão domiciliar e tem que prestar 150 horas de serviços à comunidade. No processo na justiça americana, o empresário confessou o crime. Em 2019, Sérgio Cabral disse em depoimento que determinou a Rei Arthur que pagasse 2 milhões de dólares ao senegalês Lamine Diack, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), que teria repassado parte do valor a outros membros africanos do órgão.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês