Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Corpo de menina que desapareceu enquanto brincava em praça é encontrado

Vizinho disse à polícia que matou Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos, por vingança. Caso aconteceu em Chavantes (SP)

Por Redação Atualizado em 14 jan 2020, 14h03 - Publicado em 14 jan 2020, 10h24

O corpo de Emanuelle Pestana de Castro, 8 anos, foi encontrado na noite de segunda-feira 13, às margens de um córrego em Chavantes (SP). Principal suspeito do crime, Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, vizinho da família da menina, indicou onde estava o corpo e confessou ter matado a criança a facadas, informou a TV Globo.

Equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram acionadas após a confissão. O suspeito afirmou ter matado Emanuelle por vingança contra a mãe dela, Fabiana Aparecida Pestana, que não deixava a menina brincar com o enteado dele.

Segundo uma vizinha da mãe ouvida por VEJA, as crianças costumavam brincar com frequência na Praça do Bode, no Bairro Três Cantos. A vizinha, que pediu anonimato, relata que a mãe de Emanuelle estava descontente com as recentes brigas das crianças e proibiu a filha de brincar com o enteado de Assunção, que não gostou da atitude e assassinou a menina.

Um dos ajudantes na busca pela vítima, Cláudio Schlic, presidente do Sistema Integrado de Comando e Operações em Emergência (Sicoe) de Marília, disse que trabalhou com uma equipe de voluntários por dois dias seguidos. “A cidade parou. Estávamos todos empenhados. Em paralelo ao nosso trabalho, familiares e amigos também se mobilizaram”, falou a VEJA. Segundo Mauro, após imagens do possível assassino serem veiculadas em um programa de televisão, os moradores identificaram que se tratava do vizinho da família da vítima, e cercaram sua casa exigindo “reparação”. “Foi quando veio um polícial e o tirou de casa”, conta.   

O corpo de Emanuelle foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde exame de corpo de delito pode apontar a causa da morte e se houve abuso sexual. O velório e o enterro acontecem na tarde desta terça-feira.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)